Campo Grande/MS, 10 de Dezembro de 2018

Agro e sustentabilidade

Vazio sanitário em MS inicia nesta sexta-feira (15)

Redação TerereNews
Foto: vazio sanitario vazio sanitario
vazio sanitario

[caption id="attachment_52942" align="alignnone" width="747"] Até o dia 15 de setembro, produtor rural de MS não poderá ter presença de plantas de soja[/caption]

 

Entre os dias 15 de junho e 15 de setembro, o produtor rural de Mato Grosso do Sul não poderá ter em sua propriedade rural a presença de plantas de soja. O alerta é da Aprosoja/MS – Associação dos Produtores de Soja de MS.

O período, denominado Vazio Sanitário, está previsto na resolução da Semagro, de 2017, de número 648, que complementa a lei 3.333/06. Com isso, Mato Grosso do Sul garante o controle a prevenção da ferrugem asiática da soja, uma doença causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi, que causa redução na produtividade da soja, por conta dos seus efeitos e danos à planta.

De acordo com o Consorcio Antiferrugem, da Embrapa, na safra 2017/18 foram contabilizados, no Estado, 114 focos da doença, com aumento de 78% em relação à temporada anterior, de 64 ocorrências.

“É um dado alarmante e que mostra que o produtor rural precisa ficar atento e tomar as medidas necessária, respeitando o período estabelecido por lei. Vale destacar que caso a Iagro localize ou identifique plantas de soja, nesse intervalo, o produtor está passível de multa”, ressalta o presidente da Aprosoja/MS, Juliano Schmaedecke.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul – Ana Brito

Deixe seu Comentário