Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 17 de Setembro de 2019

Campo Grande

Uso responsável de Recursos Hídricos será debatido em Seminário nos dias 19 e 20 deste mês

Câmara Municipal de Campo Grande
Foto: Divulgação/Internet Água

Em meio ao período em que Campo Grande enfrenta racionamento de água em alguns bairros devido à estiagem, o gerente de Recursos Hídricos do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), Leonardo Sampaio Costa, ocupou a Tribuna da Câmara Municipal, na sessão ordinária desta quinta-feira (12), para divulgar seminário que irá debater sobre recursos hídricos. O Seminário Estadual de Recursos Hídricos e 1º Ciclo de Palestras do Comitê de Bacia do Rio Miranda acontece nos dias 19 e 20 deste mês. O convite para falar do assunto na Casa de Leis foi feito pelo vereador Eduardo Romero. 

“A água é fonte de vida, não importa quem somos o que fazemos ou onde vivemos. Por maior que seja a importância da água, continuamos a destruir rios e nascentes, esquecendo o quanto ela é importante para nossa vida. A água é um recurso natural essencial”, afirmou Sampaio. Ele apresentou dados mostrando que apenas 3% da água do nosso planeta é doce e grande parte está em aquíferos.

Mencionou ainda a grande utilização da água na produção industrial ou agrícola. Para produzir um carro, por exemplo, são usados 38 mil litros de água. Para cada folha de papel, ainda, utiliza-se um litro de água. Sampaio abordou ainda a necessidade de consumo consciente, pois cada pessoa acaba usando quantidade maior que a média recomendada pela ONU. 

O vereador Eduardo Romero abordou a importância de discutir as políticas para utilização dos recursos hídricos, inclusive mencionando a situação enfrentada atualmente em Campo Grande. Hoje o Córrego Guariroba abastece 30% da cidade e, para os demais, utiliza-se água subterrânea, do aquífero. “A água não está suficiente para atender demandas e isso é gravíssimo. Se estivesse dando conta, não teríamos a concessionária anunciando 40 bairros da cidade com racionamento. Por isso, é fundamental discutirmos o caminho que a política pública está tomando”, afirmou. 

Seminário 

A programação do seminário começa no dia 19 com palestra magna, às 8h40, ministrada pelo superintendente de regulação da Agência Nacional de Águas (ANA), Rodrigo Flecha, sobre segurança de barragem. Na mesma manhã, ocorre Mesa Redonda sobre Ferramentas de Gestão de Recursos Hídricos, com o superintendente de apoio ao Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos da ANA, Humberto Marques; com o superintendente de Implementação de Programas e Projetos da ANA, Tibério Pinheiro, e com Breno Escobar, que é presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranaíba.

Ainda no dia 19, a partir das 14 horas, ocorre a Mesa Redonda sobre ‘Os Desafios dos Usuários na Gestão de Recursos Hídricos”. Devem discutir o tema o diretor-presidente da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do distrito Federal, Paulo Sérgio Bretas de almeida Salles; o pesquisador da Embrapa Cerrado, Lineu Neiva Rodrigues e Deivid Lucas de Oliveira, gestor ambiental da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais.

No dia 20, a programação do 1º Ciclo de Palestras do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Miranda começa com Mesa Redonda, às 8h, com a temática ‘Sustentabilidade em Bacias Hidrográficas’. Os convidados são o superintendente de meio ambiente da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Rogério Tomithão Beretta; Claudinei Pecóis, presidente da Associação de Recuperação, Conservação e Preservação da Bacia do Guariroba e Élio de Castro Paulino, membro do Fórum de Comitês do Espírito Santo e Membro do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Jucu.

Às 10h, será realizada Mesa Redonda mediada pelo vereador Eduardo Romero, que é vice-presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Campo Grande e coordenador nacional da Frente Parlamentar de Vereadores Ambientalistas, tendo como eixo ‘Plano de Recursos Hídricos da Região Hidrográfica do Rio Paraguai’.

A Frente Parlamentar de Vereadores Ambientalistas é apoiadora institucional do seminário e do ciclo de palestras. No dia 20, quando inicia o ciclo de palestras, Eduardo Romero vai mediar mesa redonda, às 10h, com a temática ‘Um Olhar na Bacia Hidrográfica do Rio Paraguai’. Para a mesa redonda foi convidada Rosana Mendes Evangelista, que é coordenadora executiva da elaboração do PRH (Plano de Recursos Hídrico) Paraguai/ANA; Maria Helena Andrade, que é presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Miranda e ainda Edmundo Dinelli Costa Júnior, que é secretário Municipal de Meio Ambiente de Bonito/MS.

Inscrições

As inscrições são feitas no site da Escola superior de Controle Externo (ESCOE), do Tribunal de Contas MS (http://www.tce.ms.gov.br/escoex/sge/AcaoEducacionalPreMatricula/Criar/194). Mais informações podem ser obtidas na Gerência de Recursos Hídricos pelo telefone: (67) 3318-6142 ou pelos e-mails: [email protected], [email protected] e [email protected]

Milena Crestani 

Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal 

Deixe seu Comentário