Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 20 de Agosto de 2019

Deputados Estaduais de MS

União para solucionar os problemas de Dourados é necessária, afirmou Marçal Filho

Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul
Foto: Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul Marçal Filho

Marçal Filho abordou os problemas de Dourados e apresentou projeto de lei



O deputado estadual Marçal Filho (PSDB) abordou novamente, ao utilizar a tribuna nesta manhã (14), os problemas vividos pelo município de Dourados. “Precisamos nos unir e fazer o que nos cabe em nossas funções enquanto parlamentares, com o apoio do Governo do Estado e da União pelas mazelas do município de Dourados. A saúde vivencia uma crise maior, com atraso de repasse e pagamento aos servidores, a educação, infraetrutura e tantos outras já mencionadas. As soluções devem ser encontradas em conjunto e eu sou adepto do quanto melhor, melhor”, destacou.

“Quase todos os municípios brasileiros enfrentam problemas. O País, inclusive, terá que passar pela Reforma Tributária, e não há outro caminho. Se o Poder Público fosse uma empresa, o Brasil já tinha praticamente decretado falência. As gestões municipais, estaduais ou a federal deveriam escolher uma boa equipe técnica e fazer um planejamento, para que não ficassem apenas ‘apagando incêndios’. Ações mais efetivas são necessárias para resolver antigos problemas, as parcerias público privadas [PPP] podem ser utilizadas para possibilitar soluções imediatas para a cidade de Dourados, que tanto defendo, pois lá nasci e morei”, ressaltou o deputado estadual Marçal Filho.

O deputado estadual Barbosinha (DEM) afirmou que tem o mesmo sentimento do deputado Marçal Filho. “O que o atormenta me angustia. Acompanho as dificuldades vividas no País, e as Dourados, onde temos problemas na saúde pública, educação, infraestrutura, entre outros. Proponho a criação de uma Frente Parlamentar composta pelos deputados da região para que acompanharmos e levarmos soluções à administração municipal do município”, revelou o parlamentar.

O deputado Neno Razuk (PTB) destacou que a administração municipal não pode sozinha solucionar os problemas do município. “Sobre o atendimento de saúde realizado em Dourados, 65% é proveniente de outros municípios. O Hospital Regional deveria estar funcionando, mas só ficou na promessa. Os problemas da gestão de saúde vem desde a administração passada. Cadê o amor por Dourados? Só o repasse não é suficiente, precisamos de mais. Os governos federail e estadual não estão cumprindo os compromissos com Dourados. Vocês têm o meu apoio para buscar soluções para Dourados”, relatou.

Saúde Mental dos Educadores

O deputado Marçal Filho também apresentou nesta manhã (14) projeto de lei que institui no Calendário Oficial de Eventos do Estado de Mato Grosso do sul, previsto na Lei 3945, de 4 de agosto de 2010, o Dia Estadual em Atenção à Saúde Mental dos Profissionais de Educação, a ser comemorado anualmente no dia 30 de setembro. Se a proposta receber parecer favorável à sua tramitação na Casa de Leis pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), e pelas comissões de mérito, sendo aprovada também nas votações em plenário, torna-se lei na data de sua publicação.

Marçal Filho explicou as razões de da proposição de seu projeto de lei. “Os profissionais de educação estão em funções desgastantes, com excessiva carga de trabalho e emocional, e desafios diários e intensos, adoecendo cada vez mais. Campanhas são fundamentais para que o educador seja instruído a procurar ajuda de um profissional de saúde para manter o equilibro mental”, justificou o autor da proposta.

Deixe seu Comentário