Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 19 de Outubro de 2019

Esportes

Tudo que rolou na segunda etapa do Brasileiro de Surf Feminino

R7 Notícias
Foto: Divulgação / Assessoria tudojpeg.jpg

Mais uma vez a Praia de Itamambuca, em Ubatuba/SP, foi o palco do Circuito Brasileiro de Surf Feminino e as meninas detonaram.
O Circuito Brasileiro de Surf Feminino está em seu quinto ano consecutivo e foi criado pelo surfista Wiggolly Dantas, como incentivo à categoria. A 2ª etapa de 2019, realizada nos dias 13 a 15 de setembro, teve as categorias pro-adulto e pro-júnior valendo pontos no ranking da Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp) e também contou com a longboard e as disputas de base na sub10, sub12, sub14 e sub16.
Destaque para a pernambucana Monik Santos, vitoriosa entre as profissionais, e a carioca Maju Freitas, que levou a pro-júnior. Outro grande nome foi Nairê Marquez, talento local, que faturou a sub16 e a sub14 (e ainda fez final na pro-júnior). Gabriely Vasque, do Paraná, foi a melhor na sub12, enquanto que entre as caçulas da sub10 novo domínio da peruana Catalina Zariquiey.
Já nos pranchões, o primeiro lugar ficou com a experiente Mainá Thompson, do Rio de Janeiro. Entre as amadoras, o grande nome foi Nairê Marquez, talento local, que faturou a sub16 e a sub14 (e ainda fez final na pro-júnior). Gabriely Vasque, do Paraná, foi a melhor na sub12, enquanto que entre as caçulas da sub10 novo domínio da peruana Catalina Zariquiey.
O já tradicional encontro foi realizada graças ao convênio firmado entre a União, por intermédio da Secretaria Especial do Esporte, do Ministério da Cidadania, e a Prefeitura Municipal de Ubatuba. Este ano, o campeonato ainda terá mais uma disputa, nos próximos dias 18 a 20 de outubro, no mesmo local.

Deixe seu Comentário