Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 19 de Agosto de 2019

Agro e sustentabilidade

Transformando Vidas: alunas do Senar/MS expõem seus trabalhos na maior feira tecnológica do estado

Famasul
Foto: Famasul Mulheres Em Campo - Sindicato Rural de Antônio João

Pela primeira vez, artesãs capacitadas pelos cursos do Senar/MS – Serviço de Aprendizagem Rural, em Antônio João, distante 320 quilômetros de Campo Grande, realizaram uma exposição de seus trabalhos em outro município, na última semana, durante o Showtec 2019, em Maracaju.

Para o superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan, a exposição é o resultado da determinação de mulheres que viram na capacitação uma oportunidade de mudar de vida. “Foi a união do talento e do esforço coletivo, representando um exemplo a ser seguido. É algo que temos visto frequentemente com as ações da instituição: pessoas que se inspiram após os cursos e melhoram sua renda, se profissionalizam e transformam suas vidas. As artesãs fizeram um bom trabalho e estão de parabéns”. 

Orgulhosa do resultado, a presidente do sindicato rural do município, Roseli Ruiz, destacou: “O espaço foi cedido pela Fundação MS e todas ficaram muito felizes pela participação que já rendeu frutos. Fomos convidadas para uma outra feira, que será em Campo Grande, em março”.

Ana Eliza Morais Pereira e Bruna Patrícia Iglesias foram as profissionais que representaram o município do sul do estado durante o evento que é considerado um dos maiores do estado do agronegócio. “Essa é a primeira vez que o grupo sai de Antônio João para apresentar o trabalho. Viemos nós duas e trouxemos trabalho de mais duas. A oportunidade que o Senar proporciona, por meio dos cursos, é excelente. Não tem custo nenhum e muita gente gostou do trabalho. Às vezes o visitante até não leva a mercadoria, mas pega endereço, o contato as redes sociais, e compra depois”, comentou Ana Eliza.

A artesã lembra da época em que os cursos começaram, há cerca de seis anos. “Cerca de 50% dos alunos que fizeram a capacitação de artesanato usam o aprendizado adquirido em sala de aula, de alguma forma, no seu dia a dia, seja em suas casas, seja para vender. Eu mesma não trouxe nem a metade do que tinha aqui para o Showtec e isso porque em dezembro vendemos muito bem”, detalhou Ana.

Roseli destaca que a ação beneficia a população de Antônio João. “Quando assumi o sindicato, visitei assentamentos e propriedades. Até então, os produtores familiares tinham na cabeça que o sindicato era só para os produtores de grande porte, mas aos poucos foram vindo e encontrando os cursos que estão mudando sua realidade”, completou a presidente.

MULHERES EM CAMPO

Além dos cursos de artesanato, o Senar/MS, por meio do Sindicato Rural de Antônio João, já realizou no município quatro turmas, totalizando 45 alunos do ‘Mulheres em Campo”. “O que melhorou bastante foi quando fizemos esse programa. Pelo curso, aprendemos que podemos aproveitar tudo que temos em casa. Antes, eu doava os retalhos acumulados. Agora não faço mais isso! Tenho um trabalho voluntário no qual ensino costura e outros artesanatos com esse aproveitamento”, conta a artesã.

A presidente do sindicato fala sobre o efeito da capacitação: “Tínhamos um problema com formação de preço de venda, as empreendedoras ainda tinham ideia. E isso foi proporcionado pelo programa Mulheres Em Campo, que ensina a administrar o negócio. Dar noção do quanto você realmente gasta e da formação do preço da venda para ter noção do quanto está ganhando”, detalha Roseli.

Mais detalhes e informações sobre os cursos oferecidos pelo Senar/MS podem ser encontrados no site: http://www.senarms.org.br/ ou pelo sindicato rural do seu município.

Assessoria de Comunicação Sistema Famasul – Leandro Abreu

Deixe seu Comentário