Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 15 de Outubro de 2019

Campo Grande

Trabalhadores do transporte público deverão passar por exame toxicológico, prevê lei do Prof. João Rocha

Câmara Municipal de Campo Grande
Foto: Câmara Municipal de Campo Grande Prof. João Rocha

Motoristas e demais funcionários da empresa responsável pelo transporte coletivo urbano de Campo Grande deverão apresentar, no ato de sua admissão, certidão negativa criminal, estadual e federal, além de exame toxicológico negativo para o uso de entorpecentes. A obrigatoriedade consta em projeto de lei de autoria do vereador Prof. João Rocha, aprovado na sessão desta terça-feira (08), na Câmara Municipal.

A proposta, que segue para sanção do prefeito Marcos Trad, altera e acrescenta dispositivos à Lei n° 4584, de 21 de dezembro de 2017, que dispõe sobre o Sistema Municipal de Transporte Coletivo de Campo Grande.

Pelas leis atuais, para a contratação, os prestadores de serviço da empresa devem apenas comprovar experiência na execução dos serviços, ser aprovado nos testes de capacidade profissional a que deverão se submeter e ter bons antecedentes.

A proposta do vereador ainda autoriza a empresa a instalar em seus ônibus escapamentos com saída na posição vertical ou horizontal e inserir, na parte traseira dos veículos de transporte coletivo, a seguinte inscrição: “COMO ESTOU DIRIGINDO? LIGUE 0800 647 00 60 (AGETRAN)”.

Assessoria de Imprensa do Vereador

Deixe seu Comentário