Suicídio de índios em MS será tema de Audiência Pública

Sharing is caring!

De acordo com pesquisa realizada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), de 2000 a 2015 foram registrados 753 suicídios de índios no Estado. O deputado estadual Maurício Picarelli (PSDB) usou a tribuna na sessão desta quinta-feira (13/7), para sugerir a realização de uma audiência pública para debater o assunto com os órgãos públicos e as comunidades indígenas. “Uma adolescente de 15 anos tirou a vida na aldeia Limão Verde, em Aquidauana. É o primeiro suicídio entre o povo Terena. O que nos preocupa é o efeito de reprodução ou imitação do ato por outros jovens”, disse.

Picarelli quer discutir mortes de índios em audiência pública

Mato Grosso do Sul abriga a segunda maior população indígena do País. Segundo a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), os Terenas vivem espalhados por sete municípios do Estado, com grande concentração em Miranda e Aquidauana. “Proponho que a Comissão Permanente de Desenvolvimento Agrário, Assuntos Indígenas e Quilombolas faça uma visita nas aldeias para descobrir os reais motivos das mortes. Não podemos ficar alheios ao que está acontecendo com os nossos índios”, disse Picarelli.

Em aparte, o deputado João Grandão (PT) argumentou que entre os fatores que levam ao suicídio, além da depressão, são o confinamento e o elevado quadro de miséria. “Muitos vivem extremamente confinados, enfrentando o desemprego, pobreza, fome e a falta perspectiva”, falou o parlamentar.

Por: Heloíse Gimenes   Foto: Victor Chileno 

Deixe o seu comentário

Tereré News

Editor - Tereré News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.