Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 19 de Outubro de 2019

Saúde

Servidoras da Agepen recebem ações de prevenção ao câncer feminino

Governo do Mato Grosso do Sul
Foto: Tatyane Santinoni Projeto de Prevenção do Câncer

Servidoras da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), na capital, realizaram exames de preventivos e mamografias como parte do projeto de “Prevenção do Câncer”. Este ano, a ação contou com a participação do idealizador da maior unidade móvel oncológica do mundo, cirurgião oncológico Fabrício Colacino Silva.

A ação aconteceu na manhã desta quarta-feira (2.10), na Sede da Agepen, e integra a campanha Outubro Rosa que conta com o apoio da Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul (Cassems). O objetivo dos exames realizados foram a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama e de colo do útero.

Participando do projeto pelo segundo ano consecutivo, a servidora Maria Antônia Souza Belchior, destaca que a prevenção é o fator crucial na qualidade de vida. “A facilidade no atendimento também vai de encontro às minhas necessidades, uma vez que ajuda muito a otimizar o meu tempo”, reforçou.

Já a agente Mirian Rezende garante que não perde nenhum ano do projeto. “Faz três anos que não vou a um especialista, mas realizo periodicamente meus exames através dessa ação. Acho muito importante esse cuidado com a saúde, para mim pelo menos, é mais difícil marcar médico, sair do trabalho e ir”, disse.

Atuando no Patronato Penitenciário de Campo grande, a agente Lígia Vânia Oliveira, realizou os exames pela primeira vez por meio do projeto. “O que mais me motivou foram os profissionais especializados e a praticidade, isso aqui é ótimo, evita transtornos”, enfatizou.

Com uma equipe de enfermeiros, técnicos de enfermagem e de radiologia, todos os atendimentos são individualizados, gratuitos e os resultados serão entregues entre 15 e 20 dias, já com os respectivos laudos. Ao todo, foram realizados 30 preventivos e 25 exames de mamografia para servidoras acima de 40 anos, previamente agendados pelo Núcleo de Assistência Psicossocial ao Servidor da Agepen, responsável pela organização dos trabalhos.

Segundo o especialista, a unidade móvel complexa funciona como uma ferramenta para levar a equipe especializada e equipamentos de alta acurácia e de alta fluxo para atender o maior número de pessoas em um dia só. “Nosso atendimento é sempre gratuito, somos um projeto independente, estamos no nono ano do projeto, completando 90 mil atendimentos”, ressaltou o médico Fabrício Colacino.

Conforme a chefe do Núcleo de Assistência Psicossocial ao Servidor da Agepen, Maria Roseneusa Santos Oliveira, este é o quinto ano que o projeto acontece na Sede da agência penitenciária para as servidoras, com foco na prevenção e cuidado com a saúde da mulher.

Roseneusa ressalta ainda que a campanha Outubro Rosa faz parte da Programação Anual do Atendimento Psicossocial ao Servidor, em parceria com a Cassems. Para o próximo mês, informou, já está prevista ação junto aos servidores do sexo masculino, como parte da campanha “Novembro Azul”. “Precisamos nos cuidar e a prevenção é o melhor caminho para evitar os danos e o sofrimento com doenças graves”, enfatizou.

O projeto surgiu em 2011 como forma de garantir atendimento à população que não tinham acesso a exames de prevenção e sem a oportunidade de diagnósticos precoces, principalmente moradores do interior do estado e de regiões mais remotas e periféricas da capital.

“Temos apoiadores como a Cassems, onde realizamos pedidos para atendimento de prevenção aos colaboradores, como o que vem sendo feito aqui na Agepen. Então parabenizo a instituição pela nobre atitude de cuidar de quem cuida”, afirmou, destacando que o diagnóstico precoce faz toda a diferença, com uma chance de cura maior que 90%.

Para o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, a ação é muito significativa, pois demonstra a preocupação institucional em proporcionar meios de prevenção e conhecimento sobre a doença às servidoras. “Nosso objetivo é promover a saúde física e mental dos agentes penitenciários, enfocando a qualidade de vida no trabalho”, finalizou o dirigente.

A equipe de Atendimento Psicossocial ao Servidor e o chefe de Gabinete da Agepen, Valdimir Ayala Castro, também estiveram presentes acompanhando os trabalhos.

Texto e Fotos: Tatyane Santinoni

Deixe seu Comentário