Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 21 de Agosto de 2019

Turismo e gastronomia

Serviço de manutenção da Estrada-Parque alavanca o turismo

Governo do Mato Grosso do Sul
Foto: Governo do Mato Grosso do Sul Trecho de maior concentração de água nas margens da MS-184 recebeu patrolamento e limpeza

O trecho de 40 km da MS-184, que faz parte da Estrada-Parque do Pantanal da Nhecolândia, em Corumbá, está recebendo serviço de manutenção da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul). Muito visitada por turistas e caminho natural de boiadas e caminhões boiadeiros, a estrada passou a receber tratamento diferenciado no atual governo, para atender ao turismo e a pecuária na planície.

“Nos últimos anos, com essa manutenção permanente, a Estrada-Parque, incluindo o outro trecho (MS-228) realmente se tornou um produto de turismo que se pode visitar o ano todo”, destacou o empresário João Venturini Junior, que tem empreendimentos turísticos na região.

O regional da Agesul em Corumbá, Luiz Mário Anache, informou que a empresa prestadora de serviços à Agência está restaurando o leito da pista de terra, parte dela cascalhada, incluindo limpeza da vegetação lateral (área de domínio) e pintura das pontes de madeira. “Estamos aproveitando o período seco para garantir bom tráfego, já que esse ano não tivemos cheia, embora a água tenha chegado tardiamente às margens da estrada”, comentou Anache.

Turismo em alta

A MS-184 compreende o trecho da Estrada-Parque entre a BR-262 (Buraco da Piranha) e a Curva do Leque (entroncamento com a MS-228). Em toda sua extensão operam pousadas que oferecem pacotes de ecoturismo e pesqueiros, estes localizados mais próximos ao Rio Miranda, que corta a região no Passo do Lontra. A Estrada-Parque tem extensão de 120 km e se encontra com a BR-262 na outra extremidade, na localidade do Lampião Aceso, a 12 km de Corumbá.

“A estrada ganhou um novo visual, dando maior segurança para quem trafega e também para os bichos”, ressalta João Venturini, cuja pousada, a São João, está dando apoio aos operários e máquinas da firma contratada para os serviços. “Nunca tivemos o apoio do Governo do Estado como agora. O acesso o ano todo nos permite vender nossos serviços com segurança, para nós e para o turista, e com isso o Estado está alavancando o turismo”, acrescenta ele.

Texto: Sílvio de Andrade – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Fotos: Agesul

Deixe seu Comentário