Senar/MS realiza cerimônia de premiação do Programa Agrinho

Sharing is caring!

O programa de maior Responsabilidade Social do Senar/MS fomenta a preocupação com a Cidadania e Sustentabilidade

O Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, com apoio institucional da Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, promoverá, nesta quinta-feira (26), a cerimônia de premiação do Concurso Agrinho 2017. Desde 2014, quando foi implantado, o programa atua no nível fundamental, nas redes públicas de ensino.

Atualmente, o projeto alcança 185 mil estudantes e 8 mil professores de 498 escolas públicas de 57 municípios do estado. Com o tema ‘Cultivando saúde, colhendo qualidade de vida’, foram inscritos, em 2017, 2.607 trabalhos. Em relação ao concurso do ano passado houve um aumento de 83% no número de participantes, quando foram registradas 1.427 inscrições.

Conforme o presidente do Sistema Famasul, o trabalho em conjunto com as secretarias municipal e estadual de educação tem garantido que o Agrinho leve às escolas, com material didático próprio, temas transversais propostos nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) estabelecidos pelo Ministério da Educação.

“Não há transformação sem conhecimento e é por isso que o Sistema Famasul acredita no Agrinho e avança, a cada ano, com essas parcerias valiosas com os sindicatos rurais, municípios e Governo do Estado de MS. Em cada trabalho escolar temos a felicidade de ver alunos e a comunidade escolar envolvidos em assuntos do setor produtivo”, afirma o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito. 

O Agrinho, durante os dos primeiros anos de gestão de Mauricio Saito, registrou crescimento de 100% no número de participantes, passando de 60 mil alunos, em 2015, para 120 mil, em 2016, e alcançando 185 mil estudantes no ano de 2017.

Concurso Agrinho 2017: A iniciativa que reconhece as melhores práticas educacionais e o envolvimento da comunidade escolar em que o programa é aplicado, além de desenhos e redações dos alunos participantes, tem uma novidade: o número de estudantes que serão premiados aumentou de três para cinco em cada categoria.

Nas categorias desenho e redação, os prêmios vão de uma bicicleta até um notebook para os alunos e R$ 500 para os professores. Na categoria da experiência pedagógica, vão de R$ 1 mil a R$ 8 mil para os professores e de R$ 500 a R$ 1 mil para os coordenadores; e na escola Agrinho de R$ 800 a uma lousa digital para os colégios e de R$ 1 mil a R$ 4 mil para os coordenadores.

Veja o resultado e os nomes:

Deixe o seu comentário

Tereré News

Editor - Tereré News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.