Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 15 de Outubro de 2019

Nacional

Senadores vem a Rondônia apurar possíveis abusos da Energisa

Assessoria de Comunicação
Foto: Divulgação / Assessoria fora20energisapng.jpg

A Comissão de Infraestrutura do Senado Federal promove esta semana uma diligência no estado de Rondônia para apurar denúncias de irregularidades cometidas pela Energisa, concessionária responsável pela distribuição de energia elétrica no estado, a antiga Ceron.
 
A suspeita é de que estejam ocorrendo abusos, como cortes indevidos, além de suspeitas de irregularidades nos medidores de energia elétrica digitais e analógicos. A diligência será coordenada pelo presidente da Comissão de Infraestrutura, o senador Marcos Rogério (DEM-R), e contará com a presença de representantes do Ministério de Minas e Energia (MME), Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), conselhos em defesa do consumidor e a bancada federal.
 
“Recebemos diversas denúncias de que a equipe da Energisa chega nas residências sem avisar aos moradores, quebra os lacres e realiza a troca do relógio de medição sem comunicação prévia. Além disso, a população também reclama que os relógios voltam da distribuidora com alterações na medição de consumo, o que aumenta o valor da conta de energia”, destacou
 
Os cortes no fornecimento de energia, acrescentou o senador, estão ocorrendo de modo abrupto, e de maneira ilegal. “Há relatos de que a companhia está interrompendo o fornecimento de energia aos finais de semana o que viola o Art. 1º da Lei Estadual nº 1.783/07”, explicou.
 
Segundo a lei estadual, as empresas de concessão de serviço público de água e energia ficam proibidas de cortar o fornecimento residencial de seus serviços por falta de pagamento de suas respectivas contas às sextas-feiras, sábados, domingos, feriados e também no último dia útil anterior a feriado.
 
“Como presidente da Comissão de Infraestrutura, e responsável pela fiscalização do setor, estamos promovendo uma diligência para apurar as denúncias e entender de fato o que está ocorrendo. Representantes do governo federal, como a Aneel e o MME, e a bancada federal também estarão presentes”, destacou Marcos Rogério.

Deixe seu Comentário