Campo Grande/MS, 15 de Agosto de 2018

Campo Grande

“Segurança pública se faz com prevenção que inclui esporte, lazer e cultura”, afirma Delegado Wellington

Redação TerereNews
Foto: Vereador Delegado Wellington Vereador Delegado Wellington
Vereador Delegado Wellington

Em sessão ordinária desta quinta-feira (14), o vereador e presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara Municipal, Delegado Wellington afirmou que política de segurança pública se faz com esporte, lazer e cultura.  O parlamentar se pronunciou em apoio ao presidente da Casa de Leis, João Rocha, sobre crítica a Medida Provisória 821 que transfere parte dos recursos arrecadados pelas loterias federais para o Ministério da Segurança Pública tirando R$ 300 milhões do Ministério do Esporte. “Política de segurança pública se faz com prevenção, não tem como fazer política de segurança pública sem esporte, lazer e cultura. Se o esporte é um vetor para que a pessoa permaneça fora da criminalidade como se tira verba destinada ao esporte?”, indignou-se o vereador.

Indignado com o rumo das políticas públicas no País, o parlamentar disse a prevenção é a melhor saída, dessa forma é necessário e fundamental o apoio da bancada para mudar esse cenário. “Temos que buscar o apoio da bancada, porque nessa marcha e do jeito que está indo, o nosso futuro está ruim. Hoje é o esporte e a cultura, amanhã será a educação e nunca nesse País vamos falar com seriedade de segurança preventiva, segurança primária. Precisamos fazer com que os nossos jovens não vão nem para o crime e nem para as drogas, mas para isso, precisamos investir nos esportes”, destacou.

Autor do Plano Municipal de Segurança Pública o vereador destaca a prevenção à criminalidade, no eixo de Prevenção e controle de delitos, onde há recomendação de espaços com contra turno escolar com atividades de esporte, lazer e cultura. “A estruturação vem de um todo, é desta maneira que estamos programando nossas ações. Se o esporte, a educação, o entretenimento, a cultura estão bem, logo, teremos redução da criminalidade”, finalizou o vereador.

Medida provisória - O governo federal transferiu, por meio de uma medida provisória, recursos arrecadados pelas loterias para o recém criado Ministério da Segurança Pública.   O motivo alegado pelo governo federal é reforçar o novo Sistema Único de Segurança Pública. Porém, essa medida tira do esporte R$ 300 milhões e mais R$ 200 milhões que eram repassados para as secretarias estaduais.

 

Solange Mori
Assessoria de Imprensa do vereador

Fonte: Câmara Municipal de Campo Grande/MS

Deixe seu Comentário