Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 22 de Agosto de 2019

Educação

SED realiza dia de formação sobre competências socioemocionais com profissionais da REE

Governo do Mato Grosso do Sul
Foto: Governo do Mato Grosso do Sul formação sobre competências socioemocionais

Parceiro na ação, Instituto Ayrton Senna é responsável por capitanear processo que envolve mais de cem pessoas, entre professores, coordenadores pedagógicos, diretores e técnicos.

Nesta terça-feira (6.8), o Centro de Formação Mariluce Bittar, no bairro Tiradentes, se tornou um espaço para discussão de questionamentos entre professores, coordenadores, diretores escolares e técnicos da Secretaria de Estado de Educação (SED), sobre as competências socioemocionais dos estudantes. A ação conta, mais uma vez, com a parceria do Instituto Ayrton Senna, responsável por essa etapa do processo de formação que ocorre durante a semana.

Diretora do Instituto, Tatiana Filgueiras destacou que o trabalho realizado em Mato Grosso do Sul é pioneiro. “Hoje estamos em dois locais do País: em Teresina-PI, somente com a rede municipal, e em MS, com toda a Rede Estadual de Ensino. Aqui, temos a certeza que esse trabalho serve como uma vitrine, não apenas para a região, mas para todo o Brasil”, declarou.

Para a secretária de Estado de Educação, professora Cecilia Motta, a parceria possibilita a realização de formações ainda mais específicas com todos os profissionais da Rede. “Esse trabalho de formação continuada sempre foi uma preocupação da nossa equipe e, agora, com a parceria de entidades como o Instituto Ayrton Senna, temos a possibilidade de avançar nessa proposta, com a promoção de uma experiência ainda mais enriquecedora para os nossos professores”, disse a chefe da pasta.

Entre as propostas da formação, está o trabalho com o desenvolvimento das competências junto aos professores, antes que eles possam levar as ações para dentro da sala de aula. Essa proposta visa auxiliar crianças e adultos na prática de melhores atitudes e habilidades de acordo com cada momento. Assim, conseguem gerenciar emoções, alcançar objetivos, demonstrar empatia, manter relações sociais positivas, tomar decisões de maneira responsável, entre outros

“Esse projeto é absolutamente novo. Temos especialistas que nos apoiam, mas estamos em inovação e aprendizado constantes. Estamos nos apoiando nos pesquisadores internos para fazer essa criação e, para falar no retorno, temos que observar esse público que contamos aqui. Com o presencial temos engajamento, à distância temos o interesse, mas quando fazemos esse tipo e formação presencial temos um retorno enorme por conta desse envolvimento que obtivemos. (…) A melhor forma de perceber que esse trabalho dá resultado é com essa presença tão grande de profissionais engajados com a proposta”, enalteceu a gerente de projetos do Instituto Ayrton Senna, Nelma Lopes Batista da Silva.

Na organização dos trabalhos, a Coordenadoria de Formação Continuada da SED (CFOR) também marcou presença com a participação de técnicos e profissionais encarregados de levar o diálogo para o ambiente escolar e também para os próximos encontros.

“Neste primeiro momento, a nossa proposta é desenvolver as competências socioemocionais do professor. Desenvolvemos essas características para que ele possa entender como levar isso para os nossos estudantes. Além disso, para participar temos os técnicos da SED. Com esse trabalho, também garantimos a formação dos multiplicadores da secretaria, fato esse que colabora demais para o desenvolvimento de futuras ações”, disse a responsável pela CFOR, Alessandra Beker.

Texto e foto: Vinícius Espíndola – Secretaria de Estado de Educação (SED)

Deixe seu Comentário