Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 16 de Julho de 2019

Mato Grosso do Sul

“Se o Fórum de Coronel Sapucaia fechar as portas, será vitória do crime”, diz Coronel David

Assessoria de Comunicação
Foto: Divulgação Parlamentares, TJMS e autoridades locais buscam soluções para evitar fechamento do Fórum

Preocupado em manter em funcionamento o Fórum da Comarca do município de Coronel Sapucaia, o deputado estadual Coronel David (PSL) participou de uma reunião com seus pares da Casa de Leis, juntamente com o presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ/MS), desembargador Paschoal Carmello Leandro e outras autoridades locais para discutirem a importância da permanência das atividades do Fórum, que pode fechar as portas devido a violência constante na região.



No encontro, o parlamentar reforçou o combate à criminalidade nas regiões de fronteira. “Este é um caso emblemático na questão de segurança de fronteira e se permitirmos que o Fórum saia de Coronel Sapucaia, nós vamos “matar a cidade”. Todos vão começar a sair de lá, pois já não existia banco, ele voltou a funcionar a pouco e perder o Fórum representaria a vitória do crime sobre o Estado de Direito e isso nós não podemos permitir”, defendeu Coronel David.



Força-tarefa no combate ao crime



Ainda de acordo com o parlamentar, foi proposto um encontro com o chefe do Executivo Estadual, Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e um diálogo com o Governo Federal em busca de saídas para a situação. “Sugeri que esta comissão de deputados se reúna com o governador Reinaldo Azambuja, para que ele nos ajude nessa demanda. Vamos também buscar o apoio do Governo Federal, pois recentemente estive em Brasília e entreguei ao presidente Bolsonaro o Plano de Reestruturação do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e falei que o presidente tem a intenção de fazer este investimento, pois ele entendeu que o DOF é uma força policial a ser copiada como exemplo para outros Estados que tem uma região de fronteira com as mesmas características de Mato Grosso do Sul. Precisamos de uma audiência no Palácio do Planalto o mais rápido possível para envolver o Governo Federal nessa questão, a qual também é responsável”, disse o deputado.



O desembargador Paschoal Carmello, que avaliou a reunião como “muito produtiva”, considera importante que os poderes Judiciário, Legislativo e Executivo busquem, em conjunto, solução ao impasse. “Nossa decisão de desativar a comarca, pelo menos temporariamente, é justamente em razão da falta de segurança. É uma fronteira bastante perigosa e nós precisamos da compreensão de nossas autoridades para garantir segurança aos funcionários do Fórum e a toda população de Coronel Sapucaia”, afirmou.



O prefeito Rudi Paetzold deixou a reunião com certo alívio. “A população de Coronel Sapucaia estava muito preocupada com o fechamento do fórum”, disse o gestor municipal, que considerou que houve, na reunião, avanço significativo para solucionar o problema. Se caso feche esse fórum será uma perda enorme para nossa cidade. Nós, que estamos na fronteira, precisamos muito que essa situação seja resolvida”, completou.

Deixe seu Comentário