Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 20 de Outubro de 2019

Campo Grande

SDHU comemora o Dia Internacional destacando ações sociais e melhorias nas políticas públicas para os povos indígenas

Prefeitura Municipal de Campo Grande/MS
Foto: Prefeitura Municipal de Campo Grande/MS Melhorias nas políticas públicas para os povos indígenas

A Prefeitura de Campo Grande por da SEGOV (Secretaria de Governo e Relações Institucionais) da SDHU (Subsecretaria de Defesa dos Direitos Humanos) e da Coordenadoria de Defesa da População e Comunidades indígenas tem por objetivo propor, implementar e coordenar programas, serviços, projetos e ações que visem a superação das desigualdades, defendendo o direito das comunidades e populações Indígenas Urbanas, visando a efetivação das políticas públicas, melhorando assim a qualidade de vida, promovendo o fortalecimento de seus valores culturais.

Para o subsecretário de Defesa dos Diretos Humanos, Ademar Vieira Júnior Dia Internacional dos Povos Indígenas é um dia especial por preservar as culturas e sabedorias milenares que esses povos transmitiram para as mais diversas civilizações no mundo.

“O principal propósito desta data é conscientizar sobre a inclusão dos povos indígenas na sociedade, alertando sobre seus direitos, pois muitas vezes são marginalizados ou excluídos da cidadania. Outra finalidade é garantir a preservação da cultura tradicional de cada um dos povos indígenas, como fonte primordial de sua identidade”, frisa Ademar Júnior.

“A gestão do Prefeito Marquinhos Trad é a primeira a criar a coordenadoria de Defesa das Populações e comunidades Indígenas, onde a pessoa que ocupa o cargo foi escolhida pela comunidade indígena. Todo povo tem sua história: libaneses, portugueses, japoneses, e os Indígenas também.  Não se pode deixar morrer a tradição, os costumes, danças. Estamos sempre ao lado da comunidade indígena”, declara o Subsecretario Junior Coringa.

De acordo com o senso demográfico de 2018, no Brasil existem mais de 800 mil indígenas, repartidos em aproximadamente 305 etnias diferentes, com cerca de 274 idiomas. Esses dados mostram que no Brasil ainda existe uma população indígena expressiva e que deve ser preservada.

O Coordenador João Carlos Vieira Brasil destaca que  em Campo Grande há cerca de 15.000 indígenas, distribuídos em 13 aldeias dentro da Capital. A região do Jardim Noroeste se destaca na quantidade, são em média 1.000 Indígenas vivendo nesta parte da cidade.

É fundamental respeitar os direitos dos povos Indígenas e das comunidades tradicionais determinados na Constituição Federal e em outras legislações nacionais e internacionais, de modo que eles possam viver de acordo com seus modos de vida, ressalta o Coordenador João Carlos ao comemorar o  Dia Internacional dos Povos Indígenas é comemorado anualmente em 9 de agosto.

Deixe seu Comentário