Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 20 de Abril de 2019

Saúde

Santa Casa de Corumbá investe mais de R$ 300 mil em medicamentos

Assessoria de Comunicação
Foto: Divulgação Santa Casa de Corumbá-MS
Santa Casa de Corumbá-MS

O valor corresponde a 20 % do todo o recurso da ABC. Ao todo, a Farmácia consome mais de 31% de toda a arrecadação mensal. 

Corumbá/MS (05/04/2019) – A disponibilidade de medicamentos na farmácia do hospital de Corumbá é prioridade para a Junta Interventora. Especialistas médicos, enfermeiros e farmacêuticos, de forma conjunta, relacionaram mais de dez mil itens essenciais para reabastecer a farmácia da casa de saúde para os primeiros 20 dias do mês de abril. 

O processo de cotações, para obter transparência, foi iniciado na primeira quinzena de março. As empresas, preços e certificados emitidos pelas agencias reguladoras, também foram fatores decisivos para concluir a compra no dia 29, com pagamento no dia 1 do presente mês, respeitando os dispositivos legais.

Foram R$ 360 mil investidos na primeira compra, cerca de 20% de todo faturamento da ABC, que precisará empregar mais R$ 190 mil, cerca de 11 % a mais nas despesas, para terminar o mês sem carências. A Associação é mantida com recursos do SUS, Governo do Estado e pelos municípios de Corumbá e Ladário, sendo Corumbá o principal agente mantenedor. 

Para o Diretor Chefe da Farmácia, Álisson Morais Cordeiro, “Atualmente os valores disponibilizados tem sido suficiente para efetuar aquisição de materiais e medicamentos para um período de cerca de 20 dias, e o levantamento é feito via sistema informatizado onde são elencados os itens de curva A, B e C que demandam mais prioridade para que os pacientes não fiquem desassistidos”.

 SUPERAÇÃO 

Os recursos destinados somente à farmácia correspondem a mais de 31% de todo valor arrecadado. A Associação Beneficente de Corumbá acumula outras despesas como manutenção, remoções clínicas, folha salarial, especialistas em medicina, suprimentos, mantimentos, custeio de serviços terceirizados e outros serviços indispensáveis.

Para cobrir todas as despesas, a Santa Casa anseia pelo reajuste da Tabela SUS, defasada a mais de 20 anos. Que aumentem o valor para o mínimo proporcional do atendimento assistido pelo hospital, que recebe para atender Corumbá e acumula a obrigação de atender outros três municípios. E que o Governo do Estado aumente a sua cota participação. 

A Prefeitura de Corumbá, por intermédio do Prefeito Marcelo Iunes, já destinou mais de R$ 1,7 mi somente este ano, para que não haja diminuição do atendimento e exames, sem contar a cota de participação do município que já é a maior dos entes envolvidos. 

Deixe seu Comentário