Campo Grande/MS, 14 de Dezembro de 2018

Saúde

Salvando vidas: homem doa coração, fígado, rins e córneas, captação aconteceu na Santa Casa

Assessoria de Comunicação
Foto: Divulgação Sala de cirurgia da Santa Casa
Sala de cirurgia da Santa Casa

Na madrugada do último sábado (1°), a Santa Casa de Campo Grande iniciou o mês de dezembro com a 38ª captação de órgãos do ano realizada pela OPO (Organização de Procura de Órgãos) com as equipes de extração externa. O paciente de 37 anos, após evoluir para morte encefálica, doou coração, fígado, rins e córneas.  

O coração e o fígado do paciente foram encaminhados para Brasília, sendo que o transporte em tempo hábil para transplantar foi possível com o apoio de uma aeronave da FAB (Força Aérea Brasileira) e de batedores do Corpo de Bombeiros. Um dos rins foi levado para São Paulo e o outro permaneceu na Santa Casa e foi transplantado no mesmo dia em um homem de 64 anos aqui da Capital. As córneas foram encaminhadas para o Banco de Olhos do hospital.

A equipe da OPO do hospital são os responsáveis pelo acolhimento dos familiares e, posteriormente, fazem a abordagem sobre a possibilidade da doação. Sendo de interesse dos familiares, o próximo passo é a busca de possíveis receptores feita pela CET (Central Estadual de Transplante), não existindo condições de transplante no Estado, a busca é realizada no Sistema Nacional de Transplantes. De janeiro a até esta última captação já somaram oito captações de coração, 23 fígados, 57 rins, quatro pâncreas e um pulmão.

Leia também

Associados da Santa Casa participam de café da manhã

Nesta terça-feira (4), os associados da Santa Casa de Campo Grande se reuniram no auditório “Carroceiro Zé Bonito” para mais um café da manhã. Na oportunidade foram apresentadas as ações mais recentes conquistadas em prol do hospital. Além dos associados estavam presentes: Alírio de Moura Barbosa, representante da Loja Maçônica Fraternidade e Segredo nº 2, Murilo Luciano de Souza, representante Loja Maçônica Marechal Deodoro da Fonseca nº 2, Carlos Ricartes de Oliveira, representante da Loja Maçônica Oriente Maracajú nº 1, Wagner Augusto Andreazzi, representante da Grande Loja Maçônica do Estado de MS, Márcia Maria Jordão da Silva, representando José Garcia Braz da Loja Maçônica Renascença nº 42, Kelson Alves Granja, representando Pedro Rafael Ribeiro Pessatto da Loja Maçônica Américo Carlos da Costa, Adir Gaffuri, representante da Loja Maçônica Edificadores de Templos, Paulo Kimura, representante da Loja Maçônica Acácia de Eldorado nº 34, Marco Antonio Ricartes, representante da Loja Maçônica Egrégora XIII 64, Leopoldo Francisco de Barros, representante da Loja Maçônica Paz, Virtude e Fraternidade, o presidente do Sindicato Rural de Campo Grande, Rochedo e Corguinho, Ruy Fachini e o deputado estadual eleito, Capitão Contar. 

Para dar boas-vindas e informar sobre as ações, o presidente da Santa Casa, Dr. Esacheu Nascimento, fez o uso da palavra. “É muito gratificante poder contar com pessoas que estão contribuindo para a prosperidade da nossa Santa Casa. Hoje iremos homenagear alguns funcionários com a nossa medalha dos 100 anos do hospital. Estes funcionários estão aqui há cerca de 35 anos ou mais e veem contribuindo com seus trabalhos. Eu também quero aqui expressar meu agradecimento com as doações das poltronas para acompanhantes que nós recebemos de entidades e pessoas físicas. Já recebemos 57 e mais 20 poltronas estão chegando e estão prometidas mais 206 cadeiras. Nesses três anos da atual gestão estamos trabalhando para dar continuidade na recuperação da nossa Santa Casa”, disse.

Em seguida a diretoria da Santa Casa homenageou com a medalha “Misericordia Honorare” seis funcionários que há mais de 30 anos fazem parte do corpo de colaboradores do hospital.  São eles: Elza Vieira da Silva, funcionária desde 1980, Eva Maria Hokama dos Anjos, funcionária desde 1979, Gerson Assis, funcionário desde 1975, Marly Soares da Silva, funcionária desde 1986, Sandra Regina Alves Coutinho, funcionária desde 1979 e Sebastião Parente Teles, funcionário desde 1978.

Encerrando o encontro, o diretor-secretário, Arly Rosa, agradeceu a presença de todos. “É muito significante nós estarmos reunidos aqui hoje, mostrando um pouco daquilo que nós realizamos em nome da filantropia. Quero pedir aos associados que continue pensando no progresso, na evolução da nossa Santa Casa. Agradeço a todos os nossos homenageados, pois eles fazem parte da nossa história. Todos eles, em suas respectivas funções, dedicam o melhor de si”, finalizou.

Deixe seu Comentário