Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 19 de Agosto de 2019

Mato Grosso do Sul

Reinaldo cumpre compromisso e leva asfalto aos distritos de Jaraguari

Sílvio de Andrade – Subsecretaria de Comunicação
Foto: Edemir Rodrigues Caetano, ao lado do prefeito Edson da Farmácia e do vereador Áureo Vilela: “asfalto é tudo para nós”

Campo Grande (MS) – Moradores de Jaraguari Velho e Bonfim, distritos de Jaraguari (distante 43 km de Campo Grande), estão contando os dias para o início de uma das obras mais importantes para a região: o asfaltamento de 10,2 km da MS-244, estrada que interliga as pequenas comunidades cercadas por fazendas de soja e boi. Prometida por governos anteriores, a infraestrutura chega com a palavra empenhada do governador Reinaldo Azambuja.

“Agora estamos acreditando que o asfalto sai, a gente ouve falar há mais de 40 anos”, relata Lourdes Alves Oliveira, 64, que mora na beira da estrada, em Bonfim. “Valeu a pena ter fé no governador e no prefeito (Edson Rodrigues Nogueira, o Edson da Farmácia)”, diz a dona de casa, que vive com o salário de aposentada e a venda de mandioca que cultiva com o marido, Maurício, 58. “A estrada de chão só traz atraso, poeira e muita lama”, completa.

O asfalto foi compromisso de Reinaldo Azambuja durante a campanha eleitoral e ratificado no ano passado, quando o governador visitou Jaraguari para entregar e lançar obras. No dia 26 de fevereiro de 2019, a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos de MS) anunciou o estudo ambiental e em 11 de abril publicou no Diário Oficial o resultado da licitação da obra de R$ 12,8 milhões, a ser executada pela Engepar Engenharia a partir de maio.

“Agora a gente acredita”

Jaraguari Velho e Bonfim são povoados com 350 moradores, a maioria sitiantes, os quais têm dificuldades de escoar para a cidade sua pequena produção. O agronegócio se expande na região, considerada importante bacia leiteira, e os produtores também reclamam da precariedade da estrada, principalmente no período de chuvas. Na semana passada, a Agesul recuperou todo o trecho, que ficou intransitável após forte temporal, incluindo a MS-351.

“A pavimentação da estrada será a nossa redenção, tudo vai melhorar”, afirma o prefeito Edson da Farmácia. “A nossa receita depende da agricultura e a garantia do escoamento vai aumentar a produção e os empregos, além de valorizar as terras”, contabiliza. “O governador Reinaldo Azambuja tem sido nosso grande parceiro e honrou seu compromisso. Ninguém mais acreditava nesse asfalto, que já é uma realidade, depois de tantas promessas.”

Acompanhado pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Áureo Vilela (Tuim), Edson da Farmácia percorreu as comunidades para comunicar a contratação da obra pela Agesul. O sitiante Antônio Carneiro, 67, olhou para a cópia do Diário Oficial e falou: “É verdade, mesmo! Moro aqui (em Bonfim) há 30 anos e nesse tempo mediram, colocaram estacas, mas o asfalto não saiu”. Carneiro e a esposa, Ozélia, levam uma vida sossegada. “Só falta o asfalto”, remenda ele.

“O asfalto é tudo para nós”

A alegria dos moradores de Jaraguari Velho não é diferente. O povoado foi sede de Jaraguari até os anos de 1970, quando a BR-163, pavimentada, mudou o trajeto, deixando de passar na comunidade. Com isso, a cidade se transferiu para a beira da rodovia. O anúncio do asfalto é celebrado com a retomada de um lugar que não cresceu pelo isolamento, embora distante apenas 7 km de Jaraguari, que hoje tem uma população de sete mil habitantes.

“Vai ser uma conquista de todos”, comemora a empreendedora Edilsa Belmontes, 32, que administra com o marido um frigorífico de peixe ao lado da MS-244, cuja rodovia liga a região a Ribas do Rio Pardo e às Furnas do Dionísio. A dificuldade de acesso, segundo ela, sempre foi um limitador para a vila e para o comércio. “A gente quer ver Jaraguari Velho crescer e valeu a pena acreditar que o asfalto chegaria um dia, graças ao nosso governador”, disse.

Dono de uma lanchonete e uma das lideranças no distrito, o pernambucano Caetano Silva, 73, destacou o compromisso com a comunidade honrado pelo governador Reinaldo Azambuja. “A gente estava acabrunhado, era só promessa, mas o Reinaldo sustentou a palavra”, comentou com um sorriso de felicidade. “O que traz progresso é luz, água e asfalto. Eu vivo muito feliz nesse lugar, até já comprei uma casinha no cemitério, mas o asfalto era tudo que a gente queria.”

Deixe seu Comentário