Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 22 de Outubro de 2019

Deputados Estaduais de MS

Recadastramento de servidores tem início com presença do presidente da ALMS

Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul
Foto: Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul - Luciana Nassar Presidente da ALMS, Paulo Corrêa, conversou com os primeiros servidores recadastrados

Na manhã desta segunda-feira (1º) foi iniciado o recadastramento de servidores da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALMS). O presidente da Casa de Leis, Paulo Corrêa (PSDB), esteve presente agradecendo aos primeiros servidores que compareceram para atualizar as informações cadastrais.

Paulo Corrêa explicou a importância do procedimento. “Quero agradecer a todos que estão aqui nesse primeiro dia de recadastramento. Atualmente, nós temos a super receita, que envolve a Receita Federal e o INSS, então precisamos manter todos os dados atualizados, garantindo a transparência e veracidade das informações que transmitimos. Esse é o nosso compromisso com a administração pública”, afirmou o presidente.

A diretora geral de Recursos Humanos, Marlene Figueira da Silva, também cumprimentou os primeiros servidores recadastrados. “Nós precisamos manter atualizados os cadastros dos servidores ativos e inativos, para que esteja comprovada a situação de cada um, justificando os seus recebimentos”, explicou Marlene. “A Mesa Diretora dessa casa está dando todo o suporte necessário, a bem do servidor e do poder público”, comentou a diretora.

Uma das primeiras pessoas a realizarem o recadastramento foi a servidora Antonia Rodrigues. Ela trabalha na ALMS há 29 anos, atua na Secretaria de Assuntos Legislativos e Jurídicos (SALJ). Prevenida, Antonia afirmou que logo que soube dos prazos para o recadastramento, providenciou toda a documentação. “Na semana passada eu já busquei reunir toda a documentação, para, assim, não deixar para a última hora e evitar tumulto”, disse a sevidora.

 

Informações


Todos os servidores devem se cadastrar: Efetivos, ativos e inativos, além de ocupantes de cargos em comissão e pensionistas. 

O documentos necessários são: RG, CPF, certidão de quitação eleitoral, extrato de PIS ou PASEP (Caixa Econômica Federal/Banco do Brasil), Certidão de Casamento ou Declaração de União Estável feita em cartório extrajudicial (com menos de três meses de validade), comprovante de residência atualizado e documentos pessoais dos dependentes (certidão de nascimento, RG e CPF).

A certidão de quitação eleitoral pode ser emitida pela internet, no site do Tribunal Superior Eleitoral. Para quem possui o Cartão Cidadão, com o número do PIS, não é necessário o extrato, no entanto deve ser apresentada cópia do cartão. Já a certidão de casamento ou declarção de união estável deve ser solicitada junto ao cartório onde foi registrado o casamento ou união estável.

Mais informações podem ser obtidas clicando aqui

Por: Ana Maria Assis  

Deixe seu Comentário