Campo Grande/MS, 15 de Agosto de 2018

Nacional

Quem é o 'Doutor Bumbum', médico celebridade das redes sociais que está foragido após morte de paciente

BBC Brasil
Foto: REPRODUÇÃO INSTAGRAM O médico Denis Furtado, conhecido como doutor Bumbum, tinha seu registro profissional cassado em Brasília e era proibido de exercer a medicina no Rio
O médico Denis Furtado, conhecido como doutor Bumbum, tinha seu registro profissional cassado em Brasília e era proibido de exercer a medicina no Rio

"Você já sabe que quando eu coloco esse jaleco verde é porque o bicho vai pegar. Nós vamos fazer glúteos bonitos aqui hoje", diz com sotaque carioca carregado o homem musculoso, olhando para a câmera de seu celular.

É assim que Denis Cesar Barros Furtado, o médico conhecido pela alcunha de "Doutor Bumbum", se apresenta em um dos milhares de vídeos que costumava postar em suas redes sociais exibindo sua rotina de trabalho.

Em outra gravação, na qual responde perguntas de seguidores pelo aplicativo de streaming Periscope, ele diz que "o pessoal tá pedindo para eu ser menos irreverente, falar como outros médicos falam por aqui, mais devagarinho, menos caras e bocas,...Vou dizer a vocês, falar mais devagarinho, sem contar piada, eu vou contar um recado a vocês: burro velho não aprende truque novo. Fica tranquilo, porque a live (transmissão ao vivo) continua do mesmo jeitinho carioca. Não vai mudar, não, se mudar, estraga."

Na terça-feira , 17, os perfis de Furtado no Instagram e no Facebook, entre outras redes sociais, que somavam quase 1 milhão de seguidores, foram apagados. O médico está foragido, desde que teve sua prisão preventiva decretada pela Justiça do Rio. Ele foi o responsável por um procedimento estético que resultou na morte da bancária Lilian Calixto, de 46 anos.

Calixto, que morava em Cuiabá, viajou até o Rio para fazer uma cirurgia plástica nos glúteos com Furtado no sábado (14) e foi atendida no apartamento do médico, na Barra da Tijuca. Ela teve complicações durante o procedimento e foi levada, em estado grave, pelo próprio Furtado a um hospital, onde veio a morrer.

A suspeita é de que ela tenha tido uma embolia pulmonar por conta do uso excessivo de PMMA (polimetilmetacrilato) para aumentar seus glúteos. A substância, composta por microesferas de um material parecido com plástico, é aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas é indicada para uso em pequenas quantidades e em casos pontuais.

O Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro disse que Furtado não tinha autorização para exercer medicina na cidade - além do Rio, ele atendia em Brasília e em São Paulo.

A defesa do médico alegou ser "precoce" responsabilizá-lo pela morte de Calixto. A mãe de Furtado, Maria de Fátima, que é uma ex-médica, também teria participado do procedimento e está foragida.

Maria de Fátima teve seu registro cassado em 2015 pelo CRM do Rio por fazer "propaganda enganosa", ou seja, divulgar a utilização de métodos com resultados não reconhecidos pela medicina.

A namorada de Furtado, Renata Fernandes, que trabalhava como sua secretária, teve sua prisão preventiva decretada. Ela nega ter participado do procedimento.

Ficha criminal

Segundo a delegada Adriana Belém, da 16ª Delegacia de Polícia do Rio, na Barra da Tijuca, Denis Furtado tem uma ficha com sete anotações criminais, uma delas por homicídio, em 1997, quando ele tinha 24 anos.

Entre os outros delitos mencionados na ficha estão porte ilegal de arma, crime contra a administração pública, resistência à prisão e violação de domicílio. Mas a polícia não deu mais detalhes.

No ano passado, ele foi indiciado quatro vezes pela Polícia Civil do Distrito Federal por exercício ilegal da medicina e por crime contra o consumidor, e teve seu registro médico cassado pelo CRM- DF. Numa operação que foi até uma de suas clínicas clandestinas na cidade, a polícia apreendeu, além de documentos, duas pistolas e uma espingarda - todas sem registro. Furtado chegou a ser preso em flagrante, mas foi solto após pagar fiança. A maioria dos processos contra ele no Distrito Federal corre em sigilo no Tribunal de Justiça local.

Segundo o delegado Paulo Marcio Meireles Rodrigues, da 10ª DP do Distrito Federal, a clínica do "Doutor Bumbum" em Brasília, também montada em um apartamento, não tinha alvará para funcionar, nem autorização da Vigilância Sanitária e não estava registrada no Conselho Regional de Medicina do DF.

"Há vários registros de atendimentos realizados por ele e pela mãe. Procedimentos em andamento investigam o exercício ilegal da medicina e crimes contra o consumidor. Alguns pacientes se sentiram lesados por terem pago quantias muito altas por tratamentos que não deram resultado ou fizeram com que passassem mal e tivessem reações inesperada", disse o delegado Rodrigues ao jornal Correio Braziliense.

Rodrigues diz que Furtado cobrava entre R$ 10 mil e R$ 20 mil por procedimento estético.

No Rio de Janeiro, Furtado também responde a 15 processos na área cível, alguns por problemas ligados a imóveis.

Doutor Bumbum

Em seu site pessoal, Denis Furtado se diz médico "pós-graduado em dermatologia pelo Instituto Brasileiro de Ensino (Isbrae)" e "em modulação hormonal pela Brasil-American Academy for Integrative and Regenerative Medicine (Barm)". Também diz que atua nas áreas de estética, nutrologia e medicina ortomolecular.

O profissional fez sua fama pelas redes sociais postando fotos de mulheres atendidas por ele para esculpir seus bumbuns à base do PMMA - pela técnica da bioplastia, a injeção de substâncias para remodelar o corpo.

Essa substância funciona como uma espécie de cimento, aderindo à pele, e não é absorvida pelo corpo. Sendo assim, se o PMMA causar algum problema em um paciente, será muito difícil a sua retirada total mesmo com lipoaspiração.

O PMMA foi a substância que causou a infecção que quase matou a modelo Andressa Urach em 2014.

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica emitiu um comunicado lamentando a morte de Calixto e repudiando procedimentos estéticos feitos por médicos não especialistas. A entidade afirma que tem alertado reiteradamente a população sobre os riscos dos procedimentos que envolvem o uso do PMMA.

Furtado diz nas redes sociais contando já ter feito mais de 5 mil procedimentos estéticos, "em mais de 15 anos de bioplastia".

"Pratico a bioplastia há mais de 15 anos, com mais de 5000 bioplastias realizadas e documentadas com muito sucesso, isso é um orgulho para todos nós da Saúde e Beleza! A bioplastia é uma técnica da medicina estética que também é chamada de plástica sem cortes, por ser um procedimento minimamente invasivo, de resultados imediatos e definitivos, como toda bioplastia médica deve ser, além de não necessitar de repouso pós procedimento. Utiliza anestesia local e não oferece o menor risco de complicações, quando realizada por médico capacitado, produtos médicos específicos e técnica correta", escreveu.

Em seus vídeos, ele aparece sempre de maneira informal (mostra pacientes, exibe seus cachorros, fala com a secretária), fazendo piadas e respondendo a comentários de seus seguidores.

Nas transmissões que fazia (realizadas em lugares inusitados como uma lancha), dava dicas sobre hormônios e emagrecimento e vendia seus procedimentos estéticos.

Ele também exibia fotos ao lado de pacientes mais conhecidas, como Pamela Pantera, uma das concorrentes do concurso Miss Bumbum.

Deixe seu Comentário