Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 15 de Outubro de 2019

Educação

Propostas da Semana Lixo Zero são apresentadas aos diretores da Reme

Prefeitura Municipal de Campo Grande
Foto: Prefeitura Municipal de Campo Grande Semana Lixo Zero


Programada para acontecer entre os dias 18 e 27 de outubro em diversas capitais do país, a Semana Lixo Zero, criada pelo Instituto Lixo Zero e que  tem como objetivo difundir o conceito de redução de lixo descartado no meio ambiente e levar a população a refletir sobre os processos socioambientais de produção, foi apresentada nesta segunda-feira (16) aos diretores de escolas da Rede Municipal de Ensino (Reme) com o intuito de mobilizar e levar a comunidade escolar a repensar  sobre a real necessidade de  consumo exagerado, buscando minimizar a produção de resíduos.

As propostas de trabalho para serem desenvolvidas pelas escolas durante a Semana Lixo Zero, a qual teve a adesão do município, foram apresentadas pela vice-prefeita, Adriane Lopes, pela primeira-dama, Tatiana Trad, que é presidente da Comissão Municipal dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e pela coordenadora do grupo tecnológico do ODS, Mariana Rondon.

A secretária municipal de Educação, Elza Fernandes e superintendentes da Reme também participaram do evento.  A primeira-dama Tatiana Trad explicou que a Semana Lixo Zero é uma das ações que compõem a Agenda 2030 da ONU, que conta com a adesão de Campo Grande desde 2017.

A Agenda possuí 17 objetivos e 169 metas para o Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas e envolvem temáticas diversificadas, como erradicação da pobreza, segurança alimentar e agricultura, saúde, educação, igualdade de gênero, redução das desigualdades, energia, água e saneamento, padrões sustentáveis de produção e de consumo, mudança do clima, entre outras medidas.

A primeira-dama destacou que a Agenda 2030 vai além de um compromisso assinado. “Acreditamos na transformação da sociedade a partir da base, a partir das pessoas que moram no município e são os principais atores que nos ajudam a desenvolver as politicas públicas. As crianças são agentes maravilhosos porque têm um potencial transformador enorme, por isso o trabalho nas escolas é de grande relevância e contamos com a participação de todos porque queremos  deixar um legado e acredito que no futuro vamos falar de lixo de forma diferente, com mais consciência”, afirmou .

A vice-prefeita Adriane Lopes enfatizou que a prefeitura está implantando  espaço sustentáveis em bairros da Capital e desenvolvendo um trabalho de conscientização, utilizando carcaças de antigos telefones públicos, os chamados orelhões . ‘Tivemos uma doação de 300 carcaças para fazermos hortas sustentáveis. Já implantamos uma no Dom Antônio, dentro do Cras e que também pode ser utilizada pela EMEI que fica ao lado. Estamos reutilizando algo que era lixo. Vocês são agentes multiplicadores, sei que já desenvolvem muitos projetos, mas queremos que vocês mostrem para que sejam conhecidos”, frisou.

A secretária Elza Fernandes ressaltou aos diretores a importância da adesão das escolas a Semana Lixo Zero.  “Para que o projeto aconteça, as escolas precisam se engajar. Temos vários trabalhos sendo desenvolvidos e que buscam conscientizar nossos alunos sobre a importância de preservar o meio ambiente”, disse.

Pequenas atitudes

Para a Mariana Rondon, até mesmo as pequenas atitudes já significam grandes mudanças no comportamento das crianças. Ela explicou que a questão do lixo integra os objetivos 12 e 17 da Agenda 2030 da ONU, que abordam temas de sustentabilidade.

“Queremos articular um trabalho parceiro de ações, pois as escolas geram lixo sustentável e qualquer atividade que vocês escolham participar já estarão fazendo uma grande diferença”, pontuou Mariana, que elencou diversas ações das quais as unidades podem aderir , como palestras, caminhadas ecológicas, oficinas e workshops, visitas a hortas comunitárias, concursos de artes visuais, entre outras ações.

A diretora-adjunta da escola “Professor  Vanderlei Rosa de Oliveira”,  Lilian Cristina da Silva Brandão disse que a unidade conta com várias ações de descarte consciente de lixo, como a parceria com catadores de recicláveis, que uma vez por semana recolhem material na escola, além da coleta de óleo de cozinha para a produção de sabão, utilizado na limpeza da unidade.

“A Semana Lixo Zero vem contribuir  muito na conscientização dos alunos e profissionais porque muito se fala desse descarte responsável, mas pouco se faz. Precisamos intensificar algumas questões e levar essa reflexão para os pais”, pontuou.


Deixe seu Comentário