Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 18 de Setembro de 2019

Educação

Projeto desperta consciência ambiental em alunos da Reme

Prefeitura Municipal de Campo Grande / MS
Foto: Prefeitura Municipal de Campo Grande alunos da Reme


Alunos da Rede Municipal de Ensino (Reme), que participam do Projeto Campo Limpo, visitaram nesta sexta-feira (16), o Centro de Educação Ambienta Polonês, onde participaram de palestras, trilhas e ações de preservação do meio ambiente. A temática desse ano é “Resíduos Sólidos: Responsabilidade Compartilhada – O aluno como protagonista”.

A visita aconteceu por meio do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias pela Superintendência de Políticas Educacionais da Secretaria Municipal de Educação (Semed). O projeto Campo Limpo é uma parceria entre a Semed e o INPEV, instituição criada pela indústria fabricante de agrotóxicos para realizar a gestão pós-consumo das embalagens vazias de seus produtos de acordo com a Lei Federal nº 9.974/2000 e o Decreto Federal nº 4.074/2002.

Dentro da legislação aplicada nesse projeto, cada elo da cadeia – agricultores, fabricantes e canais de distribuição, com apoio do poder público – são compartilhadas responsabilidades que possibilitam o funcionamento do Sistema Campo Limpo, que tem como proposta apoiar instituições de ensino na complementação de conteúdos curriculares, incluindo temas relacionados ao meio ambiente alinhados às recomendações dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN), além de esclarecer o destino adequado dos resíduos sólidos.

Rafael Bartman de Almeida, professor técnico na gerência de Ensino Fundamental do 6º ao 9º da Reme, falou sobre a importância pedagógica da visita dos alunos.

“Acredito que a importância fundamental está na sensibilização. Muito se fala em conscientização, mas acredito que dentro da escola se trabalha isso, os professores são bastante capacitados para realizar esse trabalho dentro da sala de aula, então eles são conscientes. O importante é sensibilizá-los para que eles possam colocar em prática tudo que aprendem”, afirmou.

A professora Sônia de Melo Regina Anaoka, da escola Arlindo Lima, explicou a relevância do passeio na questão da educação dos estudantes e o aprendizado que proporciona para eles.

“Esse é um momento de sair da rotina de sala de aula, um momento diferente. O que é mais importante é conscientizar, porque hoje se vê muito a questão do agrotóxico. O passeio de hoje foi fundamental para mudar a atitude dessas crianças”, pontuou.

A aluna Samira Modesto Batista Santos, 9, da escola Hércules Maymone, comentou sobre o que mais desperta sua atenção quando o tema é ecologia.

“Aprendi várias coisas, como não jogar lixo no chão, preservar e usar alguns produtos que dá para reciclar. Na escola gosto de estudar sobre Geografia e plantas. Em casa reciclamos algumas coisas, como as garrafas”, disse.

Parceria

O Projeto propõe a participação dos estudantes em concursos de desenho (4º ano) e redação (5º ano), com etapas local e nacional. As escolas participantes recebem kits com materiais pedagógicos, além de formação sobre a destinação dos resíduos sólidos. O projeto atende escolas urbanas e rurais totalizando 5.545 estudantes da Rede Municipal.

A Secretaria de Educação em parceria com essa instituição realiza o Programa de Educação Ambiental Campo Limpo, junto às escolas municipais que fazem adesão ao programa, na realização das atividades de Educação Ambiental.

O dia Nacional do Campo Limpo é comemorado no dia 18 de agosto e foi instituído no calendário brasileiro por meio da Lei Federal 11.657 de 16 de abril de 2008.

A celebração da data é realizada pelas centrais de recebimento de embalagens vazias, com o apoio do INPEV, seus associados, organizações públicas (governo estadual e municipal) e privadas, além de outros apoiadores locais.

Desde 2005, todos os envolvidos no Sistema têm o objetivo de levar à sociedade conhecimentos sobre o programa de destinação final/logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas, a partir do Sistema Campo Limpo.


Deixe seu Comentário