Campo Grande/MS, 14 de Dezembro de 2018

Educação

Projeto de biblioteca itinerante reforça incentivo à leitura

Prefeitura Municipal de Campo Grande/MS
Foto: Prefeitura Municipal de Campo Grande/MS Biblioteca itinerante
Biblioteca itinerante

O projeto de biblioteca itinerante Book Truck, iniciativa do Ministério da Cultura, que começou a visitar escolas da Rede Municipal de Ensino (Reme) nesta terça-feira (27), além de ser um estímulo a descoberta do universo literário, também reforça as ações que as unidades da Reme realizam durante o ano no sentido de incentivar os alunos a frequentarem as bibliotecas escolares e participarem de projetos voltados à literatura.

A primeira escola a receber a Van transformada em biblioteca até o final da tarde é a Professor Vanderlei Rosa de Oliveira e já conquistou os alunos da unidade e a comunidade escolar, que está desfrutando dos mais de 500 exemplares de livros, gibis, áudio books, entre outros periódicos.

Durante a abertura oficial do Book Truck, os alunos se concentraram no pátio da escola para assistir a uma apresentação de teatro de fantoche sobre a temática do bullying.

O projeto apresentado para os estudantes da escola tem o objetivo de levar para os alunos a interação com artistas da música, teatro e principalmente da leitura de livros. A biblioteca itinerante ainda passará esta semana por mais duas unidades escolares da Rede Municipal de Ensino: Professor Licurgo de Oliveira Bastos, no bairro Vila Nascer e Padre Thomaz Ghirardelli, no bairro Dom Antônio Barbosa.

Paixão pelas páginas

A aluna Natalia Alves Amorim, de 10 anos, do 5° ano, diz que gosta de ler gibis e aprovou o modo diferente da biblioteca se apresentar, de estar dentro de um veiculo motorizado. “Achei linda a biblioteca, a proposta é muito boa. Eu gosto muito de leitura de gibis, das séries da Turma da Mônica”, ressaltou.

Para a aluna Maria Eduarda Firmina Gonçalves, 10 anos, colega de sala de Natalia, a leitura é importante. A aluna já tem autor predileto e uma quantidade expressiva de leitura realizada durante esse ano letivo.

“Muito legal esse projeto porque estimula a criança a se inspirar mais na leitura. Eu gosto de ler livros. Gosto muito da autora Ana Maria Machado. Este ano já li quase 30 livros e a maior parte do que leio é sobre História.  Meus pais ficam felizes porque a leitura me ajuda a aprender melhor”, enfatizou.

O produtor cultural do projeto, Sergio Andrea da Silva, fala sobre a importância da ação para os alunos na questão pedagógica.

“Esse é um projeto piloto e já estamos trabalhando na segunda edição para o ano que vem. É uma semente que estamos plantando. Sabemos que cada vez mais o mundo virtual está mais presente, desde a infância. Estamos resgatando o contato com o livro, ler e contar histórias, tentar estabelecer esse costume para que isso não se perca”, afirmou.

Para a diretora da escola Vanderlei Rosa, Lucilene Fernandes de Oliveira Vedana, a biblioteca itinerante é uma forma de incentivar ainda mais as crianças da escola. Ela explicou que a proposta é diferenciada e isso provoca a curiosidade dos alunos.

“Espero que os alunos possam usufruir de todos os objetivos que o projeto proporciona, porque a leitura é algo primordial na nossa vida. Quanto mais nós lemos, mais aprendemos. Tenho uma aluna na escola que já leu quase trinta livros. Temos biblioteca que tem livros maravilhosos e os alunos têm contato também com esse acervo”, disse.

Deixe seu Comentário