Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 24 de Agosto de 2019

Educação

Programa de Estágio da Agesul contribui para a formação de futuros profissionais

Governo do Mato Grosso do Sul
Foto: Governo do Mato Grosso do Sul Programa de Estágio da Agesul

Agência oferece a oportunidade de vivência da rotina profissional no serviço público a acadêmicos de diversas áreas

Há mais de quinze anos os acadêmicos dos cursos de arquitetura, ciências contábeis, direito, engenharia civil, economia e administração têm a oportunidade de colocar em prática os conhecimentos adquiridos na faculdade, além de vivenciar a rotina da sua área de atuação no serviço público. Por meio do Programa Vale Universidade e convênios firmados com as Universidades da capital, a Agência Estadual de Empreendimentos (Agesul) – vinculada à Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), tem complementado o ensino dos futuros profissionais, aumentando as chances de entrada no mercado de trabalho.

“Temos vários servidores que eram estagiários e acabaram sendo contratados. Quando o acadêmico tem iniciativa, comprometimento e interesse ele acaba se destacando e conseguindo uma oportunidade de trabalho”, explica Rosa Maria Duarte Hokama, assistente social e coordenadora do programa de estágio da Agesul desde 2007. Atualmente a Agência conta com sete estagiários do Programa Vale Universidade que foram encaminhados pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast) por meio da Superintedência de Projetos Especiais (Suproes).

E foi exatamente o que aconteceu com o José Uema. Arquiteto e ex-estagiário da Agesul pelo Vale Universidade, foi contratado há dez anos e atualmente coordena os estagiários do curso de Engenharia Civil lotados no Aquário do Pantanal:  “A Agesul é uma escola. Aprendi muito devido à grande variedade de obras com as quais temos contato. Hoje existe uma grande troca de experiências: os estagiários vêm com novidades da área e toda a equipe procura contribuir com a nossa vivência prática.  Espero que eles aproveitem bem essa oportunidade”, destaca Uema.

Os acadêmicos que estagiaram no Aquário durante o primeiro semestre enxergam na obra uma oportunidade única de aprendizado: “Aqui temos contato com materiais que dificilmente teríamos acesso no  mercado. Trata-se de uma oportunidade de trabalhar com profissionais experientes que têm disponibilidade e interesse em nos ensinar”, explica o aluno de Engenharia Civil, Igor Matheus de Carvalho Alves. “Estar dentro de um projeto grandioso com projeção internacional, com é o Aquário, certamente acrescentará muito em nosso currículo”, complementa a acadêmica de engenharia, Lys Carolina Pereira dos Santos.

No primeiro semestre de 2019 quinze acadêmicos dos cursos de engenharia, arquitetura, economia e direito estagiaram na Agesul – dos quais alguns ainda permanecerão, e a partir de agosto as Universidades começam a encaminhar novos estagiários por meio dos convênios. O estágio pode ou não ser remunerado, dependendo da natureza (pelo Vale Universidade ou Estágio Obrigatório sem Remuneração), é realizado no contra turno das aulas e os acadêmicos realizam expediente diário de quatro horas com supervisão profissional (totalizando 20h semanais).

Convênios

A Seinfra já possuía convênios de cooperação mútua para realização de estágio curricular com a Universidade Anhanguera Uniderp, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) e Faculdade Estácio de Sá e recentemente, em junho, foram celebrados convênios com a Faculdade Mato Grosso do Sul (Facsul) e Faculdade Campo Grande (FCG) – todos em acordo com os Decretos Estaduais n. 11.261/03, de 16/06/2003 e n. 12.452/2007, de 29 de novembro de 2007.

Jéssika Machado – Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra).

Fotos: Moisés Silva.

Deixe seu Comentário