Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 18 de Junho de 2019

Fotojornalismo

Procuradora de Justiça Jaceguara Dantas da Silva recebe Diploma Bertha Luz

Tereré News
Foto: Divulgação / Assessoria O prêmio foi uma indicação feita pela senadora Simone Tebet

Em reconhecimento ao seu trabalho em prol de uma sociedade mais justa e igualitária em direitos, principalmente voltado pelo protagonismo das mulheres na sociedade brasileira, a Procuradora de Justiça e Diretora-Geral da Escola Superior do Ministério Público de Mato Grosso do Sul, Jaceguara Dantas da Silva recebeu, nesta terça-feira (26/3), em sessão solene no Senado Federal, o Diploma Bertha Luz – homenagem a quem se destaca na luta pelo protagonismo feminino no Brasil.

O prêmio foi uma indicação feita pela senadora Simone Tebet que reconheceu a atuação e a dedicação da Procuradora de Justiça e trabalho pelos Direitos Humanos, com enfoque na questão da violência contra a mulher, do racismo e da atenção às pessoas com deficiência. “A Dra. Jaceguara é daquelas mulheres que fazem a diferença e nos orgulham”, afirmou a senadora.

Este ano, a bancada feminina do Senado Federal decidiu homenagear 23 mulheres e um homem, destas 11 in memoriam. Entre as agraciadas de 2019, estão juristas, educadoras, médicas, desportista, artistas e políticas. Cada uma das 12 senadoras indicou uma agraciada e outra in memoriam.

A senadora Simone Tebet ressaltou que muitas das agraciadas ajudaram a abrir o caminho para que mulheres estejam exercendo mandatos hoje no Senado e na Câmara dos Deputados. Para ela, a sessão de entrega do Diploma Bertha Lutz é a sessão solene mais importante do Congresso Nacional.

O Diploma

O Diploma Bertha Lutz é entregue pelo Senado desde 2001, em reconhecimento a pessoas que se destacam no protagonismo das mulheres na sociedade brasileira. O nome do Diploma é uma referência a Bertha Lutz, precursora no Brasil atuante na luta pelo direito de voto às mulheres conquistado em 1932.

Em 2018, foram homenageadas as 26 deputadas que participaram da Assembleia Constituinte em 1988. Também já foram agraciadas com o diploma a escritora e tradutora Lya Luft, a ex-ministra do STF Ellen Gracie, e a secretária-geral da Federação Nacional de Trabalhadores Domésticos (Fenatrad), Creuza Maria Oliveira.

Bertha Lutz

Bertha Lutz (1894-1976) é uma referência para o movimento feminista no Brasil. Ela foi a segunda mulher a se tornar deputada federal na história do país. A primeira foi Carlota Pereira de Queirós. Bertha era formada em Biologia e Direito e foi a primeira mulher a integrar uma delegação diplomática brasileira, em 1945, na Conferência em que foi redigida a Carta das Nações Unidas. Ela também integrou a delegação brasileira à Conferência do Ano Internacional da Mulher, no México, em 1975.

Ana Carolina Vasques/Jornalista-Assecom com informações Assecom Senado Federal

Deixe seu Comentário