Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 18 de Julho de 2019

Agro e sustentabilidade

Primeira patente da Intergado é aprovada e assegura tecnologia que auxilia pecuaristas na tomada de decisão

Portal do Agronegòcio
Foto: Divulgação / Assessoria httpariquemesonlinecombrimg363215gprimeira20patente20da20intergado20e20aprovadajpg.jpg

  A Intergado - startup que desenvolve e disponibiliza soluções de pecuária de precisão que melhoram a qualidade da informação e maximizam os resultados financeiros dos clientes – teve a sua primeira patente aprovada no início de fevereiro de 2019. Composta por uma plataforma de rastreabilidade e gestão para a bovinocultura, o direito de propriedade marca um grande ativo tecnológico para a empresa, em um mercado que está sempre em ascensão.   Idealizada pelo médico veterinário e zootecnista Marcelo Ribas, em conjunto com os empreendedores Tobias Soares e João Luiz Neves, especialistas nas áreas de propriedade intelectual e no desenvolvimento de soluções baseadas em IOT e telemetria de dados, a Intergado tem a intenção de transformar o agronegócio brasileiro e auxiliar os produtores de gado de corte na rápida tomada de decisão. Para isso, utiliza hardwares e softwares para aperfeiçoar os serviços alimentares e de engorda para os criadores de rebanhos e instituições de pesquisa, somando cerca de 97 clientes.   “Quando o projeto Intergado foi criado, em 2009, o Brasil tinha acabado de passar por um fechamento do mercado de exportação de carne e a alegação dos importadores era de que a nossa produção não transmitia segurança aos consumidores. Na época, já tínhamos a percepção de que a tecnologia poderia melhorar a produtividade do setor e foi nesse cenário que começamos a desenvolver soluções capazes de identificar eletronicamente os animais e registrar automaticamente informações zootécnicas”, explica Marcelo Ribas, sócio e diretor executivo da empresa.   Após anos desenvolvendo e testando equipamentos em fazendas de Belo Horizonte (MG), a Intergado tem em sua gama de produtos tecnologias voltadas para a produção de carne (Intergado Beef); Melhoramento Genético (Intergado Efficiency); e pesquisas (Intergado Science). Desde que recebeu o investimento do fundo CRIATEC 3, em junho do ano passado, a startup também entrou em evidência no ambiente de inovação, sendo cada vez mais procurada por empresas nacionais e multinacionais do agronegócio.   “Nosso foco sempre foi fazer a diferença na vida do produtor rural e tornar as decisões no campo mais ágeis e precisas, de forma acessível ao pecuarista. Ao mesmo tempo, nos preocupamos com o bem-estar animal: a partir de nossas soluções, identificamos precocemente animais doentes e conseguimos indicar o melhor momento para abate, potencializando o lucro dos produtores em até 30%”, finaliza Ribas.  

Deixe seu Comentário