Prefeitura entrega cestas-básicas às famílias do Cidade de Deus

Sharing is caring!

Os 160 participantes dos cursos de qualificação nas áreas de construção civil, do programa Qualifica Campo Grande, receberam na tarde desta terça-feira (18), cestas básicas que integram os benefícios concedidos pela Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social.

As famílias dos ex-moradores da favela Cidade de Deus vão ser reassentadas e para isso estão sendo capacitadas para construírem as próprias casas. Ao entregar as cestas, o prefeito Marquinhos Trad  salientou que a entrega simboliza o trabalho da gestão,  de oportunizar às pessoas dignidade. “Não estamos aqui para que falem bem da gente. Estamos fazendo o que temos que fazer e que outros deixaram para trás. Estamos aqui para dar dignidade para vocês”, disse.

Desempregada, Edileuza Rodrigues, que está cursando hidráulica, disse estar feliz não só pelo apoio da prefeitura, mas pela nova profissão. “Para mim é muito bom, pois vou ter uma profissão. Estar me qualificando é algo bom demais. Só tenho a agradecer. Nunca imaginei fazer um curso deste, é difícil, mas com dedicação vamos chegar lá”, afirmou.

Quem também está feliz com aulas é Heleno de Moura, morador do Canguru. “Excelente trabalho em conjunto. Estamos recebemos tudo. Só temos a agradecer, que vamos poder finalizar nossas casas”, disse.

Já a ex-moradora do Cidade de Deus, Natalia Espíndola, disse que a oportunidade veio em ótima hora. “Eu estava desempregada e agora, além da bolsa-auxílio, recebemos o sacolão. Só tenho a agradecer por tudo”, finalizou.

Ao todo foram entregues 155 cestas-básicas, sendo 55 para os moradores do Bom Retiro e 100 para os moradores do Teruel.

Para a vice-prefeita Adriane Lopes, o momento foi de satisfação. “Nós estamos participando da entrega das cestas básicas. São 160 pessoas sendo capacitadas. Estamos devolvendo a elas a dignidade, o respeito. Estamos muito felizes e comprometidos”, declarou.

A secretária municipal de Assistência Social, Maria Angélica Fontanari, frisou a parceria com as secretarias de Habitação e Trabalho para que o projeto fosse realizado. “Esse projeto é a integração de três secretarias: a Emha, a Funsat e a SAS. A SAS, além da estrutura física para eles terem as aulas, entra com toda a parte assistencial e dá tranquilidade para eles. Todos recebem uma bolsa-auxílio e uma cesta básica. Então, eles podem estudar com a garantia que no fim do mês vão ter comida em casa e remuneração”, afirmou.

Já o diretor-presidente da Fundação Social do Trabalho de Campo Grande, Cleiton Franco, destacou o cumprimento dos compromissos. “Estamos cumprindo mais uma das etapas dos compromissos assumidos no que se refere às moradias dessa comunidade”, disse.

O diretor- presidente da Agência Municipal de Habitação, Eneas José de Carvalho, também frisou que a gestão irá cumprir todos os compromissos firmados. “Não é fácil para nós, nem para vocês, mas com fé em Deus vamos cumprir todas as etapas”, afirmou.

Todos os participante foram cadastrados no Programa de Inclusão Profissional (Proinc), e por meio dele, recebem qualificação profissional, remuneração e cesta-básica mensalmente até o fim dos cursos.

Deixe o seu comentário

Tereré News

Editor - Tereré News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.