Campo Grande/MS, 16 de Janeiro de 2019

Mato Grosso do Sul

Prefeitura de Dourados divulga dados sobre o combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya

Assessoria de Comunicação
Foto: Divulgação Mutirões e visitas no combate à dengue seguem e atenção precisa continuar para evitar novos casos
Mutirões e visitas no combate à dengue seguem e atenção precisa continuar para evitar novos casos

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou nesta quarta-feira (9) o extrato dos trabalhos da Vigilância em Saúde de Dourados contra o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, na primeira semana de 2019. Com nenhuma notificação ou casos positivos das doenças, o documento reitera a continuação dos bons índices conquistados pelo maior município do interior do Estado em relação ao combate ao Aedes aegypti em todo o ano de 2018.

Mutirões e visitas no combate à dengue seguem e atenção precisa continuar para evitar novos casos

Conforme Edvan Marcelo Morais Marques, diretor do Departamento de Vigilância em Saúde, tanto os órgãos de vigilância quanto a população precisam atentar para os meses de janeiro e fevereiro, determinantes neste combate. “Os números se mantiveram bons e o recado é para que nestes dois meses ainda chuvosos manter as ações e estimular a população. Com cada um cuidando da sua casa e todos juntos cuidando da cidade teremos estes índices mantidos”, disse.

Edvan destaca que nesta primeira semana de 2019, foram visitadas 1.812 residências com 100 notificações a terrenos baldios. Entre as ações, mutirões ocorreram nos bairros Girassol, Jardim Água Boa, Parque das Nações I, e nos distritos de Indápolis, Vila Vargas, Vila Formosa, Vila São Pedro e Industrial.

Mutirões e visitas no combate à dengue seguem e atenção precisa continuar para evitar novos casos

Conforme o diretor, Dourados fechou 2018 com a 56ª posição entre 79 municípios no boletim da Secretaria de Estado de Saúde em relação aos casos de dengue, dentro da faixa de ‘baixa incidência’, com índice de 61 notificações por 100 mil habitantes. “Em todo o ano de 2018 tivemos 127 notificações. Em todo o Estado foram 7.140 casos”, disse. Em 2018, o Estado registrou duas mortes por dengue.

 

Deixe seu Comentário