Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 20 de Julho de 2019

Campo Grande

Prefeito se reúne com comerciantes da Capital para discutir planejamento de obras

Assessoria de Comunicação
Foto: Denilson Secreta Marquinhos Trad ouviu dos lojistas e seus representantes as demandas e prioridades dos comerciantes da região central

O início das obras de recapeamento e drenagem da Avenida Bandeirantes e o andamento do Reviva Campo Grande foram temas de encontro nesta terça-feira (2), na sede da Câmara de Dirigentes Logistas (CDL), que reuniu o prefeito Marquinhos Trad e representantes do comércio.

Em mais uma demonstração de diálogo aberto, o chefe do Executivo Municipal ouviu dos lojistas e seus representantes as demandas e prioridades dos comerciantes da região central, Avenida Bandeirantes e do Pólo Industrial Oeste – que na ocasião IMG_6443discutiram a possibilidade da instalação da rede baixa de iluminação pública no local, que fica na saída para Terenos.

Sobre a obra da Avenida Bandeirantes, cujo início está previsto para este mês de abril, o secretário de Infraestrutura irá se reunir novamente com o segmento para apresentar um cronograma dos serviços, a fim de minimizar os impactos em decorrência das intervenções para recapeamento e drenagem na via, cujo investimento será de R$ 8,7 milhões.

O prefeito de Campo Grande reforçou o comprometimento da administração pública da Capital para manter o diálogo aberto com os comerciantes.

“Toda obra que visa o progresso gera certo desconforto durante sua execução. É assim na Rua 14 de Julho e assim será na Avenida Bandeirantes. Mas, agimos na busca de soluções, já que aqui não existe lado, mas existe apenas uma palavra: Campo Grande. Precisamos pensar na cidade e não individualmente, razão esta que eu trouxe para a reunião quase todos os secretários municipais para apresentarmos soluções e, aquelas que não puderem ser instantâneas, serão vistas como prioridade e já avaliadas pelas nossas equipes sobre a viabilidade ou não das mesmas”, assegurou Marquinhos Trad.

Além do cronograma da obra alinhado junto aos comerciantes da Avenida Bandeirantes, o presidente da CDL-CG, Adelaido Vila, apresentou ao prefeito e secretários a proposta para realização de um ‘feirão’ envolvendo os comerciantes da região. “Sabendo do compromisso do prefeito com a cidade, o chamamos para construir essas ações para que, juntos, possamos encontrar maneiras de reduzir os impactos de ambas as obras (Reviva e Bandeirantes). Pensamos que a realização de um feirão envolvendo os comerciantes da Bandeirantes logo no início das obras possa contribuir para preparar o comércio e reduzir os impactos”.

Junto com as secretarias e autarquias públicas municipais, a prefeitura e CDL acordaram em marcar uma nova reunião para discutir a realização do evento, cuja área deverá ser indicada pelos comerciantes. Na ocasião, o chefe do Executivo e diretor de Esporte da cidade sugeriram aproveitar a vinda da Fórmula Truck (12 e 13 de abril) para envolver o evento com a feira proposta na ocasião, a fim de atrair maior número de pessoas.

“A organização da Fórmula Truck, que acontece daqui duas semanas, colocou o evento à disposição da nossa cidade, no sentido de disponibilizar os caminhões, veículos e pilotos para divulgação pela cidade. Levar parte dessa estrutura para esse evento proposto pelos comerciantes poderá atrair maior público”, explicou o prefeito.

Rua 14 de Julho

Com a presença de seis (06) representantes do comércio da região central e diretoria da CDL, o prefeito se comprometeu a fazer o que for possível para atender às demandas do segmento, principalmente no sentido de cobrar a empresa responsável sobre a questão da limpeza da via por onde a obra de requalificação está acontecendo, como também disse que irá apoiar, dentro das condições legais, as campanhas realizadas pelo segmento voltadas para chamar a população a frequentar novamente o centro de Campo Grande.

Em nove meses de atividades, já foram realizados 55% das obras do Programa Reviva Campo Grande, que prevê intervenções em várias vias do centro da cidade.

O projeto da Requalificação da Rua 14 de Julho compreende uma intervenção urbana com extensão de 1.400 metros lineares em área central, que promoverá a redução de uma faixa de rolamento, ampliando as calçadas, conversão das redes aéreas para subterrâneas e a implantação de paisagismo no passeio público.

Deixe seu Comentário