Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 22 de Outubro de 2019

Campo Grande

Prefeito se reúne com bancada federal em busca de recursos para antiga rodoviária, recapeamento e obras contra enchentes

Foto: Divulgação / Assessoria Reunião em Brasília

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, se reuniu na tarde desta quarta-feira (27), em Brasília, com a bancada federal de Mato Grosso do Sul e a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, Tereza Cristina. A reunião tem por objetivo solicitar o apoio dos representantes do Estado na liberação de recursos importantes para a Capital.

O prefeito já havia se reunido com a bancada em outubro do ano passado, quando os integrantes, à época, apresentaram emendas ao orçamento para recapeamento, pavimentação e revitalização da antiga rodoviária.

Uma emenda de bancada, no valor de R$ 28 milhões, será utilizada para recapeamento; outra, de R$ 17 milhões, para pavimentação, e R$ 17 milhões para revitalização do prédio da antiga rodoviária.

O projeto de revitalização da antiga rodoviária  preserva importante patrimônio público de Campo Grande, colocando-o em conexão com as iniciativas em execução do Programa de Desenvolvimento Integrado de Campo Grande, em especial com a requalificação da Rua 14 de Julho.

A revitalização contribuirá para o estímulo à concentração de atividades econômicas, sociais e de circulação de pessoas no antigo Terminal Rodoviário, bem como atrair novos serviços de vizinhança e oportunidades de trabalho, emprego e renda.

O prefeito também solicitou empenho da bancada federal para liberação de R$ 50 milhões para obras do Programa de Intervenções Emergenciais em Drenagem Urbana de Campo Grande – MS. O programa apresenta propostas de intervenções nas bacias hidrográficas mais impactantes de Campo Grande, principalmente por se tratar de cabeceiras de drenagem, destinadas a melhorar o sistema de saneamento básico, a partir da implantação de sistemas de manejo de águas pluviais e drenagem urbana.

Espera-se, assim, promover melhorias no contexto socioambiental e de saúde pública, impactando positivamente na qualidade de vida da população e na qualidade ambiental da cidade.

Ao todo, estão previstas 6 obras de implantação de bacias de amortecimento de águas pluviais, promovendo o correto manejo de águas pluviais, bem como, quando necessário, a readequação do sistema de drenagem urbana do respectivo entorno, cuja inexistência dessas obras atualmente contabilizam inúmeros impactos ambientais, principalmente nos períodos anuais de maior pluviosidade.

Deixe seu Comentário