Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 20 de Agosto de 2019

Educação

Prefeito inaugura Emei com capacidade para 250 alunos no Bairro Santa Fé

Prefeitura Municipal de Campo Grande/MS
Foto: Prefeitura Municipal de Campo Grande/MS Emei no Bairro Santa Fé

O prefeito Marquinhos Trad, acompanhado da primeira-dama, Tatiana Trad, da vice-prefeita, Adriane Lopes, e da secretária municipal de Educação, Elza Fernandes, inaugurou  nesta quinta-feira (8) a EMEI Santa Fé, que recebeu o nome de Professora Emy Ishida Nascimento Nogueira. O nome da unidade homenageia a Arte-educadora que atuava na Rede Municipal de Ensino (Reme) e faleceu vítima de um Acidente Vascular Cerebral enquanto lecionava.

Durante a cerimônia, o prefeito destacou o empenho da gestão em ampliar o número de vagas na Educação Infantil. “Na nossa administração estamos conquistando uma educação de qualidade, melhorando nosso Ideb, com professores graduados. Nesta unidade adquirimos os mobiliários e fizemos todas as adequações necessárias para devolver o prédio à comunidade”, afirmou.

A unidade, com capacidade de atendimento de 250 alunos, está em funcionamento desde junho, com turmas do grupo 1 ao 3, que compreende a faixa etária de quatro meses a três anos.  O prédio pertencia a uma instituição não governamental e está sob a responsabilidade da administração municipal desde o final de 2018.

Após intervenções, a unidade passou a contar com nove salas, cozinha, refeitório, despensa, lavanderia, sete banheiros, incluindo um  banheiro adaptado, sala de professores, coordenação, direção e administrativo. Na área externa, os alunos contam com dois parquinhos, além de solários que promovem a interação entre os alunos e um espaço para atividades de artes.

Atendimento

A secretária Elza Fernandes reafirmou o compromisso da gestão em ampliar as vagas na Rede Municipal de Ensino.  “Temos duas novas EMEIs que eram obras paradas que ficam nos bairros Nascente do Segredo e Vespasiano Martins, retomamos e vamos inaugurar no final de agosto.  Cada uma vai gerar 250 vagas. Também vamos inaugurar uma EMEI em Anhanduí, gerando mais 150 vagas. Desde 2017, quando assumimos nós já conseguimos atender 10 mil crianças que estavam na fila de espera”, pontuou.

O diretor da unidade, José Carlos Monteiro enfatizou que a inauguração da EMEI representar oferecer uma qualidade de vida melhor às famílias dos alunos. “A inauguração de uma escola representa dar dignidade e garantir o direito da criança à educação. Além disso, aqui as crianças têm a garantia de receber refeições de qualidade e atendimento qualificado”, disse.

Emocionado com a homenagem prestada à filha, o pai da professora Emy, Jaime Bispo Nascimento, que prestigiou a inauguração acompanhado pela mulher Yoko Ishida Nascimento, além do neto Arthur e do genro, destacou o sentimento de orgulho da família. “O mérito dessa homenagem é da minha filha, que fazia o que gostava e sempre se dedicou aos seus alunos com carinho. Ela sempre foi uma pessoa esforçada em fazer o melhor”, lembrou.

Para a manicure Aline Valejo da Silva, moradora do bairro Mata do Jacinto, ao garantir que o prédio não ficasse fechado, a administração municipal contribuiu com os pais que moram ou trabalham na região central. “A abertura dessa EMEI me ajudou muito, pois não tinha com quem deixar minha filha para trabalhar. Além disso ela já evoluiu muito na aprendizagem. A Kauanny era muito fechada, ela não se desenvolvia, não conversava, e agora ela já canta, pinta, brinca de escola”, afirmou.

A inauguração da EMEI ainda contou com a presença do chefe de Gabinete do prefeito, Alex Gonçalves, do secretário de Governo e Relações Institucionais, Antônio Cézar Lacerda Alves, dos vereadores Willian Macksoud, autor do projeto de Lei que sugeriu o nome da professora Emy para a unidade e Valdir Gomes, além de superintendentes e técnicos da Secretaria Municipal de Educação.

Deixe seu Comentário