Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 20 de Outubro de 2019

Política Regional

Polo da Unidade de Monitoramento Virtual em Corumbá ganha novo espaço

Governo do Mato Grosso do Sul
Foto: Governo do Mato Grosso do Sul Unidade de Monitoramento Virtual

Para ampliar o atendimento aos monitorados por tornozeleira eletrônica e aprimorar a fiscalização, a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) criou um polo da Unidade Mista de Monitoramento Virtual Estadual (UMMVE) em Corumbá. Os trabalhos consistem em colocação e retirada de equipamentos, manutenção e todo o suporte necessário para a monitoração eletrônica.

Com cerca de 170 monitorados, Corumbá é a segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul com pessoas utilizando tornozeleiras, atrás somente de Campo Grande. Por este motivo, o polo foi instalado no município, em um prédio anexo ao Patronato Penitenciário de Corumbá.

Oficialmente é o primeiro polo da UMMVE no estado, as atividades tiveram início em janeiro no presídio de regime semiaberto, mas este mês começou em um novo local, com mais estrutura para o desenvolvimento dos trabalhos.

Responsável também pela inspeção dos equipamentos, encaminhamento para trabalho, recaptura de tornozeleira, suporte para o monitorado, recebimento da apresentação de trabalho – que é realizada mensalmente, conforme decisão judicial – a unidade atua ainda como interlocutora oficial com a força policial local, quando necessário. Além disso, realiza o cadastro no sistema de monitoramento, alimentação de dados no Sistema Integrado de Gestão Operacional (SIGO) e Sistema Integrado de Administração do Sistema Penitenciário (Siapen).

Segundo o diretor da UMMVE, Ricardo Teixeira, o novo polo de monitoramento em Corumbá contribui para a organização dos trabalhos, oferecendo respaldo e maior possibilidade de um serviço mais uniforme em sincronia com a sede da unidade na capital. “O monitoramento em si continua sendo feito exclusivamente em Campo Grande, mas o polo garante maior efetividade na fiscalização e oferece todo o suporte em ações relacionadas com a monitoração dos apenados, além de contar com servidores capacitados”, destaca.

As melhorias foram concretizadas com o empenho e trabalho conjunto dos servidores da área de Segurança e Custódia, agentes Ricardo Solis Baracat e Marlene Moreira Marmora, e contou com o apoio da diretora do Patronato Penitenciário de Corumbá, agente Giselle da Silva Marques de Barros.

Em conjunto com o Patronato, o polo recebe o custodiado que acabou de progredir de regime, instala a tornozeleira eletrônica e já encaminha para o Patronato para verificar a questão de trabalho, apoio assistencial e outros assuntos pertinentes.

Para o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, o aprimoramento da monitoração eletrônica realizada pela agência penitenciária em Corumbá demonstra o esforço dos servidores em proporcionar, cada dia mais, um serviço de qualidade para a população.

Textoe fotos: Tatyane Santinoni- Agência Estadual de Administração do Sistema de Penitenciário de MS- Agepen

Deixe seu Comentário