Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 25 de Junho de 2019

Polícia

Polícia Federal e receita federal combatem contrabando de combustíveis no pantanal de MS

Assessoria de Comunicação
Foto: Divulgação Ação da PF em Mato Grosso do Sul

Operação MAD MAX 2 visa combater contrabando de combustíveis oriundos da Bolívia e venda ilegal em solo brasileiro

CORUMBÁ, 21/03/2019 – A Polícia Federal e a Receita Federal, com auxílio da Força Nacional, deflagraram nesta quarta-feira (20), a Operação MAD MAX 2, a qual visa coibir o contrabando e venda ilegal de combustíveis na região. Participaram da deflagração 27 servidores entre Policiais Federais, fiscais da Receita Federal e integrantes da Força Nacional, resultando em três prisões em flagrante.

A ação ocorreu em sete pontos distintos, onde era realizada revenda de combustíveis contrabandeados da Bolívia, com apreensão total de cerca de 900 litros de combustíveis e seis veículos utilizados para o contrabando, os quais foram encaminhados para a Receita Federal. O combustível era depositado em galões plásticos de diversos tamanhos, sem o armazenamento adequado, causando grande risco a saúde dos moradores das redondezas, além da possibilidade de explosões e incêndios. 

Em um dos locais fiscalizados foram encontrados ainda dezenas de cartões bancários e de benefícios sociais, organizados em envelopes com dados dos diferentes titulares e senhas. A Polícia Federal iniciará uma investigação sobre os possíveis crimes relacionados.

Os presos foram conduzidos para a Delegacia da PF em Corumbá/MS, onde foram indiciados nos crimes de contrabando e armazenagem irregular de substância tóxica. Se condenados nos dois crimes, podem cumprir pena de 3 três) a 9 (nove) anos de reclusão, além de multa.

Deixe seu Comentário