Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 23 de Setembro de 2019

Polícia

PMA autua infrator por desmatamento e incêndio em área protegida e pastagem

Polícia Militar Ambiental
Foto: Polícia Militar Ambiental Desmatamento e incêndio em área protegida

Polícia Militar Ambiental de Amambai autua paranaense em R$ 323 mil por desmatamento, incêndio e outros danos em 126 hectares entre área protegida e pastagem 

Policiais Militares Ambientais de Amambai realizaram fiscalização nas propriedades do município de Aral Moreira para atender a denúncia em uma fazenda a 20 km da cidade e autuaram um proprietário rural por desmatamento e por provocar incêndio em áreas de reserva legal e agropastoril.

O incêndio iniciou-se pela pastagem, perfazendo 87,7 hectares e adentrou em 34,11 hectares de reserva legal, que é protegida por lei. As áreas danificadas atingiram quatro fazendas vizinhas. Na propriedade onde se originou o fogo foi constatado também um desmatamento de 4,85 hectares de área da reserva legal. Todas as áreas danificadas perfizeram 126,6 hectares medidos em GPS pelos Policiais. Em meio as cinzas, foi encontrado um animal silvestre da espécie tatu morto pelas chamas.

O infrator (65), residente em Toledo (PR) foi autuado administrativamente e multado em R$ 24.500,00 pelo desmatamento em área de reserva legal, R$ 170.550,00 pelo incêndio na área protegida por lei, R$ 87.700,00 pelo incêndio em área agropastoril e R$ 40.500,00 pelos danos em área de preservação permanente, totalizando R$ 323.000,00. Ele também responderá por crime ambiental e, se condenado, poderá pegar pena de dois a quatro anos de reclusão.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS

Deixe seu Comentário