Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 16 de Setembro de 2019

Polícia

PMA autua assentado por incêndio em pastagem causando riscos materiais e transtornos à vizinhança

Polícia Militar Ambiental
Foto: Polícia Militar Ambiental Incêndio em pastagem

Polícia Militar Ambiental de Campo Grande autua assentado em R$ 8 mil por incêndio em pastagem causando riscos materiais e transtornos à vizinhança

Policiais Militares Ambientais de Campo Grande receberam denúncias, de que o proprietário de uma chácara localizada no assentamento Jatobá, em Jaraguari, teria ateado fogo em vegetação de pastagem ilegalmente. O incêndio teria ocorrido há alguns dias e expusera a riscos as propriedades vizinhas, bem como a fumaça teria prejudicado os moradores de chácaras vizinhas.

A equipe foi ao local ontem (8) e verificou a veracidade da denúncia. O incêndio foi iniciado pelo proprietário para limpeza de pastagem e saiu do controle, adentrando à chácara vizinha queimando parte da pastagem. O fogo atingiu 8 hectares, medidos por GPS. A equipe verificou no local postes de cercas e troncos de árvores queimados e restos do incêndio na área atingida.

O infrator (52), residente no assentamento, foi autuado administrativamente e multado em R$ 8.000,00 pela infração.

ALERTA - QUEIMA PROIBIDA

Nesse período mais prolongado de estiagem, a Polícia Militar Ambiental realiza várias ações no sentido de prevenir os incêndios. Apesar dos esforços e das orientações, inclusive pela mídia, em relação ao problema, algumas pessoas insistem com esse costume, que é bastante prejudicial ao ambiente e à saúde da população.

Os órgãos ambientais não expedem licença para a queima controlada em Mato Grosso do Sul no período de 01 de julho a 30 de setembro, estendendo-se até 31 de outubro no Pantanal. Além disso, nenhum município autoriza realização de queima em perímetro urbano em qualquer período.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS 

Deixe seu Comentário