Perdoar é um caminho seguro de cura para a nossa vida

Sharing is caring!

Todos nós, em algum momento da nossa vida, cometemos erros. Por muitas vezes são erros difíceis de perdoar, mas, não há ninguém que não mereça o perdão e uma nova oportunidade.

Neste momento, convido você a abrir o seu coração para perdoar a todos, até mesmo os seus inimigos e, também, aqueles que não te perdoam ou, ainda, aqueles que fizeram algum mal à sua família.

Perdoando que se é perdoado

É preciso perdoar para, também, ter a graça de receber o perdão, ou seja, perdoar é ser libertado das coisas ruins, das amarras e ter o poder de mudar o rumo da nossa história. A paz se conquista sem rancor e sem ressentimentos.

Que consigamos entregar ao Senhor tudo aquilo que é mágoa, rancor, ódio e revolta; sentimentos ruins que se encontram em nossos corações. Entreguemos também a Jesus tudo aquilo que é motivo de dor e padecimento, causados pelas traições, rejeições e humilhações; entreguemos a Ele tudo o que aconteceu conosco, ou que tenha ocorrido com a nossa família, e por conta dessas coisas, os sentimentos: de rancor, vingança e ausência do perdão, começaram a habitar nossos corações.

Que o Senhor possa lavar os nossos corações, livrando-os de todas essas situações, pois, sua palavra diz que devemos perdoar setenta vezes sete, ou seja, infinitamente.

Acreditem, meus irmãos, a nossa vida só seguirá em frente quando estivermos capacitados para libertar-nos daquilo que nos faz mal, sobretudo, a falta de perdão.

Perdoe

Libere o perdão, porque a falta desse gesto traz muitos problemas para nós mesmos. Quando não damos o perdão, a mágoa fica dentro de nós, e o nosso coração começa a corroer os nossos sentimentos, fazendo com que nos tornemos pessoas frias e rancorosas.

Muitas vezes, a mágoa gera problemas de saúde, e não encontramos a cura para a doença do nosso corpo e da nossa alma. Muitas doenças físicas como úlcera, gastrite, problemas na coluna, depressão, doenças ocultas e espirituais, sentimentos de incapacidade, inferioridade, inexistência, morte e pânico; na maioria das vezes nascem por causa da falta de perdão.

Peçamos ao Senhor para quebrar todas as raízes dessa mágoa que causa sofrimento, dor e humilhação, seja na vida matrimonial ou familiar, na vida profissional com os colegas de trabalho; na Igreja, na comunidade e na obra missionária que participamos. Peçamos, também, por aquelas pessoas que nos ofenderam com palavras, atos e ações de ofensas físicas ou morais.

Que o Senhor possa quebrar toda a resistência em dar o perdão, isso tem sido uma brecha por onde o inimigo tem atacado. É importante rezar e pedir a graça de perdoar, porque foi Jesus que nos ensinou que devemos perdoar: “Pai perdoa-lhes porque eles não sabem o que fazem”.

Errar é humano, mas perdoar é divino! Desse modo devemos dar o perdão sempre e, lembremos de que, quando rezamos o “Pai-Nosso” pedimos a Jesus para perdoar as nossas ofensas, assim como perdoamos as pessoas que tem nos ofendido.

Como podemos ministrar a “oração do Pai-Nosso” se guardamos no coração a mágoa e a dor? E ainda, como podemos ter a consciência tranquila de pedir perdão das nossas ofensas a Deus, se não somos capazes de perdoar aqueles que nos ofenderam?

Rezemos por aqueles que precisam de perdão

Necessitamos rezar por aqueles que precisam perdoar alguém, pedir ao Senhor para inflamar o fogo do Seu divino amor em cada filho e que, por meio do perdão, tenhamos uma união mais profunda com Deus. Abramos nossos olhos para uma nova visão; nos ajude Senhor, a enxergar as áreas que estão na escuridão, por conta da falta de perdão.

Por esse perdão que estamos pedindo ao Senhor, que Ele possa providenciar a cura de todo o mal; doenças e enfermidades; sentimento de dor; humilhação; sentimento de inferioridade e de medo. Deus não permitirá que nenhum filho permaneça na escuridão. Peçamos que a luz divina venha com a Sua graça dissipando as trevas das nossas vidas.

Que o Senhor revele todas as áreas de perdão, amargura, ressentimento, ódio e raiva, quebrando todas as raízes da falta de perdão. Sejam elas provenientes dos antepassados ou dos dias de hoje, porque queremos dar o perdão para sermos livres, e para que ninguém da nossa família venha a sofrer.

Reze esta oração

Senhor Jesus, nesse momento quero perdoar de todo o coração, todas as pessoas da minha linhagem de família que permitiram que o mal se instalasse na minha árvore genealógica. Perdoo todos aqueles que não se arrependeram e quiseram persistir no seu pecado. Perdoo de todo o coração todos os meus ancestrais que tenham feito qualquer pacto, compromisso ou consagração com o inimigo comprometendo a sua vida, da sua família e linhagem genealógica.

Sim, Senhor, perdoo todos os meus ancestrais, os quais permitiram que o mal viesse a instalar-se na minha história, na minha família, assim perdoo todos que, de alguma forma, prejudicaram ou tenham lançado uma maldição contra a linhagem da minha família.

Eu perdoo e abençoo. Digo, em Nome de Jesus, que renuncio o todo o rancor, mágoa, ressentimento e ódio que estejam instalados na minha árvore genealógica. Se, de algum modo, eu desejei mal para alguém e, com isso, por não perdoar, o prejudiquei, peço ao Senhor que abençoe, essa pessoa dez vezes mais, provendo e restituindo sobre sua vida e família, tudo o que causei de prejuízo por guardar mágoa e ressentimento.

Não sofra e perdoe de coração

Os teus inimigos, as pessoas que causaram esse ressentimento, essa mágoa, essa falta de perdão no seu coração merecem o seu sofrimento? Será que eles merecem o seu sofrimento? Certamente, eu respondo por você, e Deus diria a mesma coisa: eles não merecem o seu sofrimento.

Então por que você sofre por causa deles? A Palavra de Deus é clara, quando não perdoamos carregamos o fardo, o veneno é a brecha aberta para que o inimigo de Deus possa entrar e fazer estragos terríveis em nossas vidas, nos nossos relacionamentos, família e amigos. Tomemos uma decisão agora e perdoemos a todos, por todo o mal que fizeram contra nós e à nossas famílias.

Perdoar não é esquecer dos fatos, e sim, não guardar ódio e o desejo de vingança. Perdoar não quer dizer que terá que conviver com aqueles que lhe feriram, mas é deixar que eles sejam livres para, também, se arrependerem de tudo o que fizeram. Contudo, não permitamos que nós e nossas casas paguem pela falta de perdão.

 

Por Canção Nova, via Aleteia

Fonte: Notícias Católicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *