Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 20 de Maio de 2019

Polícia

PC de Minas Gerais pedia apoio da PF em MS para operação de crimes contra a vida

Assessoria de Comunicação
Foto: Tereré News Viatura da Polícia Federal
Viatura da Polícia Federal

Nesta quarta-feira (15) a Polícia Civil de Minas Gerais, por intermédio da Delegacia Especializada de Homicídios da 3ª DRPC/Leopoldina, deu cumprimento a três mandados de prisão temporária em desfavor dos suspeitos do duplo homicídio de NASSER KADRI e ENEAS MATEUS DE ASSIS, cujos corpos foram encontrados no Rio Pomba, no dia 11/01/18. 

Alan Faria Ruback, de 44 anos, foi preso no município de Recreio/MG, no bairro Alto do Asilo, enquanto que o policial militar do Estado do Mato Grosso do Sul, SILVIO CESAR MOLINA AZEVEDO, de 47 anos, foi preso no Estado do Rio Grande do Norte. Já o nacional MARCO AURELIO SCHEFFER, de 39 anos, foi preso no Estado de São Paulo.

Durante um ano e quatro meses de intensa investigação, com auxílio da Polícia Federal, foram angariadas provas subjetivas e objetivas no sentido de afirmar que o crime teria sido perpetrado em razão da existência de uma guerra de violentas quadrilhas arquirivais de tráfico internacional e nacional de substâncias entorpecentes, sendo parte das provas compartilhadas pela Polícia Federal na “OPERAÇÃO LAÇOS DE FAMÍLIA”, que desarticulou uma dessas quadrilhas voltadas para o tráfico internacional e nacional de drogas, com a atuação principal no município de Mundo Novo, localizado no Estado do Mato Grosso do Sul.

Devemos enfatizar o hercúleo empenho dos policiais civis da Delegacia de Homicídios da 3ª DRPC durante as investigações, destacando-se a produção de provas objetivas advindas de quebras de sigilos de dados telefônicos, de prova pericial com uso de luminol para identificação de sangue no veículo automotor em que as vítimas foram executadas, bem como de outras provas objetivas angariadas através do tirocínio policial, essencial para apuração de crimes complexos e de difícil elucidação como do presente caso.

A investigação foi chefiada pelo Dr. André Luis Dias Lima, titular da Delegacia de Homicídios, com auxílio da Dra. Gisela Borges de Mattos, do Escrivão de Polícia André Luiz Lamoia Dias, dos Investigadores de Polícia Raul Zamboni Rodrigues, Janaína Nunes Sahione Abritta e Lucas Werneck Tavares, bem como do Perito Criminal Fabrício de Amorim Miranda, além da participação nessa última diligência dos Investigadores André Rodrigues Lima e Vitor Oliveira Abritta, sendo os trabalhos investigativos supervisionados pelo Inspetor Antonio Carlos Silveira, e todos os trabalhos policiais supervisionados e coordenados pelo Delegado Regional Carlos Eduardo Santos Rodrigues e pela Chefe do 4º Departamento de Polícia Civil/Juiz de Fora, Patrícia Ribeiro de Souza Oliveira.

Deixe seu Comentário