Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 17 de Junho de 2019

Deputados Estaduais de MS

Onevan pede inclusão de escola em programa da Justiça do Trabalho

Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul
Foto: Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul - Victor Chileno Márcio Alexandre da Silva, juiz federal e Onevan de Matos, deputado estadual

EM “José Carlos da Silva” (Naviraí) participará de ações contra trabalho infantil

Assembleia Legislativa (27/03/19) – O deputado estadual Onevan de Matos oficiou o juiz federal Márcio Alexandre da Silva, gestor regional do “Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem da Justiça do Trabalho”, requerendo a inclusão da EM “José Carlos da Silva” nas ações do programa.

Erradicação do Trabalho Infantil – A meta principal do programa desenvolvido pelo Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região é afastar crianças e adolescentes do trabalho infantil e tem assegurado computadores, equipamentos e materiais esportivos para escolas públicas do Estado.

Na área esportiva, o programa disponibiliza quimonos, chinelos e área de tatame para a prática de judô e já atendeu a EE “Lino Vilachá” (Campo Grande) e a EM “Iracy da Silva Almeida” (Ribas do Rio Pardo). As próximas escolas que deverão ser atendidas é a EE Indígena “Guilhermina da Silva” (Anastácio) e a EM “José Carlos da Silva” (Naviraí).

Naviraí – O deputado estadual Onevan de Matos destacou que a escolha da EM “José Carlos da Silva” é decorrente do grande número de estudantes atendidos pela unidade escolar e, também, as práticas esportivas já desenvolvidas pela direção do Prof. Adriano Caires.

“Estas ações do TRT-24 e que estão sob a competente gestão do Dr. Márcio Alexandre da Silva são fundamentais para o afastamento de nossas crianças e adolescentes de más companhias, vícios, mas, essencialmente, do maléfico trabalho infantil. Estou ansioso que o programa abranja ainda mais escolas e municípios de nosso Estado”, falou o deputado estadual Onevan de Matos.

Previsão – Os materiais esportivos estão em fase de aquisição, através de procedimento licitatório, e a expectativa do TRT-24 é que sejam entregues entre os meses de maio e junho às novas escolas que serão contempladas.

Por: Fernando Ortega – DRT/MS: 34  

Deixe seu Comentário