Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 16 de Setembro de 2019

Política Regional

Obra da fábrica de fertilizantes em Rio Brilhante avança e deve ser inaugurada em setembro

Governo do Mato Grosso do Sul
Foto: Governo do Mato Grosso do Sul fábrica de fertilizantes

 A obra da fábrica de fertilizantes da Hinove Agrociência, que está sendo instalada às margens da rodovia BR-163 no distrito de Prudêncio Thomaz, no município de Rio Brilhante, está na reta final e a indústria deve ser inaugurada no mês de setembro, com três meses de antecedência em relação ao prazo firmado com o Governo do Estado.

A informação foi dada ao secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), durante visita à obra, na tarde de quarta-feira (14.8). “A Hinove é mais uma indústria captada pelo nosso programa de captação e atração de investimentos do Estado de Mato Grosso do Sul. Trata-se de uma empresa que trabalha com ureia importada da Bolívia e que vai trabalhar também com ureia liquida, produzindo adubo dos sólidos e adubo dos líquidos também, gerando mais de 50 empregos na região”, informou.

Após instalada, a indústria terá capacidade de produzir 24.642 toneladas de fertilizantes por ano. O investimento na fábrica foi de R$ 20 milhões, sendo parte dos recursos oriundos do FCO (Fundo Constitucional do Centro Oeste). “É um empreendimento que se viabilizou rapidamente após a ação do Governo do Estado. Além dos incentivos concedidos, também atuamos com FCO e na aquisição do terreno, juntamente com a Prefeitura de Rio Brilhante”, lembrou o titular da Semagro.

Outro destaque feito pelo secretário foi o fato de que alguns materiais de construção civil utilizados na obra, como a areia, pedra e cimento, foram adquiridos de empresas do município e de cidades vizinhas, além da geração de empregos na região no período de execução da obra.

“Essa obra mostra como é a política industrial do Estado. Atrair novos empreendimentos, empreendimentos inovadores, apoiando com sistemas creditícios, apoiando com sistemas de incentivos fiscais e principalmente gerando empregos para esses municípios. E criando o nosso adensamento da nossa cadeia produtiva, tornando Mato Grosso do Sul mais competitivo, com produção inovadora e também com empregos qualificados”, finalizou Jaime Verruck.

Marcelo Armôa – Assessoria de Comunicação da Semagro

Deixe seu Comentário