Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 15 de Outubro de 2019

Saúde

No lançamento da campanha, secretário de Saúde afirma que MS será exemplo na vacinação contra Sarampo

Governo do Estado do Mato Grosso do Sul
Foto: Governo do Estado do Mato Grosso do Sul vacinação contra Sarampo

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, lançaram nesta segunda-feira (7.10) a campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo em Mato Grosso do Sul. O Estado recebeu o reforço de 175 mil doses da vacina que somam ao estoque regular dos municípios.

“Mato Grosso do Sul dará exemplo para todo o País referente a imunização contra o sarampo. Esse ano teremos ajuda da sociedade civil, como o Rotary Clube e Famasul, para ajudar na mobilização para que possamos vacinar o maior número possível de crianças”, afirmou o secretário Geraldo Resende.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anunciou que os municípios que atingirem a meta de 95% de cobertura vacinal vão receber incentivo financeiro de R$ 1 por habitante. “Estamos empenhados em realizar o bloqueio do sarampo no País. Os municípios que atingirem 90% da meta vão receber metade do incentivo e os que ultrapassarem a meta de 95% vão receber 100% do recurso. Queremos estimular as prefeituras para que ampliem a cobertura vacinal”, disse Mandetta.

Durante a campanha nacional de vacinação de 2018, Mato Grosso do Sul atingiu 99,63% de cobertura vacinal contra o sarampo, imunizando 157.502 crianças.

O objetivo do SES e do Ministério da Saúde é, na primeira etapa, vacinar as crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade. Na segunda fase serão imunizados adultos na faixa de 20 a 29 anos de idade. A meta é atingir pelo menos 95% de cobertura vacinal de rotina, de forma homogênea, do público-alvo a ser vacinado.

A campanha de vacinação contra o sarampo acontecerá em duas etapas: de 7 a 25 de outubro será aplicada a dose a todas as crianças não vacinadas, de seis meses a menores de cinco anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias). Nesta fase, o “Dia D” (de mobilização nacional) será no próximo dia 19. De 18 a 30 deste mês será disponibilizada a vacina para adultos jovens não vacinados, na faixa etária de 20 a 29 anos de idade. Para eles, o “Dia D” está marcado para 30/11.

Esse ano, a estratégia de mobilização conta com o apoio do Rotary Club, por meio da ação “Mato Grosso do Sul e Rotary Club de Campo Grande, conectados pela Saúde Infantil”, visando a mobilização e engajamento da sociedade civil e instituições na divulgação da campanha.

Entre as instituições que já firmaram parceria, destacam-se a Famasul, Energisa, Tribunal de Justiça de MS, Defensoria Pública, Secretaria de Estado de Educação, Secretaria Municipal de Educação, Conselho de Reitores das Instituições de Ensino Superior do MS, Assomasul, SENAC, SESC-Fecomércio, Sanesul, Distrito Sanitário Especial de Saúde Indígena, Câmara dos Vereadores de Campo Grande, Cassems, Faems e Sindicato das Escolas Particulares de MS.

Airton Raes – Secretaria de Estado de Saúde (SES)

Foto: Divulgação

Deixe seu Comentário