Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 22 de Setembro de 2019

Política Regional

No Governo Presente, Santa Rita do Pardo pede mais recursos para MS-040 e MS-338

Governo do Estado do Mato Grosso do Sul
Foto: Governo do Estado do Mato Grosso do Sul Governo Presente

A aplicação de mais recursos estaduais nas rodovias MS-040 e MS-338 foi a pauta principal da audiência do prefeito de Santa Rita do Pardo, Cacildo Dagno, com o governador Reinaldo Azambuja dentro do projeto “Governo Presente”, que leva o gabinete para atendimento no interior de Mato Grosso do Sul. Os dois gestores se reuniram nesta quinta-feira (12) em Três Lagoas. 

Desde o início da gestão Reinaldo Azambuja, em 2015, o Governo Estadual investiu cerca de R$ 100 milhões em Santa Rita do Pardo, incluindo a recuperação de rodovias que estavam deterioradas e a entrega das bases para a construção das 20 casas pelo programa Lote Urbanizado, em que as moradias são erguidas por meio de mutirão.

O Governo reconstruiu a travessia urbana da MS-040 e restaurou 126 quilômetros das rodovias estaduais MS-395 e MS-338, que ligam os municípios de Bataguassu, Santa Rita do Pardo e Brasilândia. Também foram feitos investimentos de infraestrutura urbana em asfalto e drenagem de diversos bairros.

Agora, o prefeito avalia que chegou a hora de construir um anel viário na cidade, para retirar o fluxo de veículos pesados do centro. “Pedimos um anel viário e a continuação da MS-040, que liga Santa Rita a Brasilândia, que é reivindicação das duas cidades e vai ligar ao estado de São Paulo, na ponte que vai a Paulicéia (SP). Pedimos ainda a continuação da MS-338, da MS-040 até Ribas do Rio Pardo. Para essa obra, o governador disse que já tem projeto”, contou o prefeito. 

Para Cacildo Dagno, a reunião foi classificada como positiva. “O governador é muito parceiro de Santa Rita do Pardo. E nessa ação do Governo Presente ele consegue se aproximar ainda mais do nosso município”, afirmou.

Com o projeto, o governador Reinaldo Azambuja descentraliza a gestão estadual. “Uma das características de nosso governo é o municipalismo. Começamos o ‘Governo Presente’ por Três Lagoas e vamos ouvir as 79 cidades de Mato Grosso do Sul. As demandas estão chegando e vamos organizá-las para realizar muitas das vontades dos municípios – sem cor partidária, sem lado a ou lado b, apenas do lado da população”, afirmou.

Acompanharam o governador Reinaldo Azambuja nas audiências com os prefeitos do Bolsão os secretários Sérgio de Paula (Articulação de Política), Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica), Jaime Verruck (Meio Ambiente Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Geral Resende (Saúde), Maria Cecília Amendola da Motta (Educação) e Luís Roberto (Adjunto da Infraestrutura).

Subsecretaria de Comunicação Governo MS

Deixe seu Comentário