Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 23 de Abril de 2019

Saúde

Mulher morre em Dourados com suspeita de dengue hemorrágica

Dourados Agora
Foto: Divulgação/SAÚDE é Vital Doença viral transmitida pelo Aedes aegypti, dengue se torna mais incidente no verão
Doença viral transmitida pelo Aedes aegypti, dengue se torna mais incidente no verão

Uma mulher de 58 anos morreu na noite desta quarta (27) em Dourados suspeita de dengue hemorrágica. Se confirmada, será o segundo caso na cidade. Na semana retrasada um garoto de 11 anos morreu em decorrência da doença.

O coordenador do Núcleo de Vigilância Sanitária de Dourados, Devanildo de Souza, diz que laudo de um laboratório particular confirma que a morte foi por dengue hemorrágica, no entanto, só pode ser confirmado, segundo ele, após análise do Laboratório Central (Lacen) de Campo Grande.

A mulher estaria no quinto dia com os sintomas da dengue. Ontem pela manhã, conforme Devanildo, ela procurou posto de saúde na Vila Hilda, sendo medicada e encaminhada à UPA para realização de exames. Na UPA foi notado que apresentava hemorragia, sendo transferida novamente, porém ao Hospital da Vida. A mulher não resistiu e morreu.

Os sintomas da dengue hemorrágica são os mesmos sintomas de dengue clássica. A diferença é que a febre diminui ou cessa após o terceiro ou quarto dia da doença e surgem hemorragias em função do sangramento de pequenos vasos na pele e nos órgãos internos.

Na dengue hemorrágica, o quadro clínico se agrava rapidamente, apresentando sinais de insuficiência circulatória. A baixa circulação sanguínea pode levar a pessoa a um estado de choque, que pode ocorrer entre o quarto e quinto dia da doença e se não for tratado pode levar a morte.

Deixe seu Comentário