Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 22 de Agosto de 2019

Saúde

Milagre! Unidade do Trauma recebe os primeiros pacientes

Assessoria de Comunicação
Foto: Divulgação Terapia Intensiva da Unidade de Traumatologia da Santa Casa

Na tarde da última sexta-feira, dia 9, a Terapia Intensiva da Unidade de Traumatologia da Santa Casa entrou em operação recebendo dez pacientes. Pela inviabilidade de iniciar a utilização com um paciente de cada vez, o que necessitaria de equipe completa da mesma forma, a Santa Casa optou por transferir dez pacientes de uma unidade do prédio principal a qual será reocupada gradativamente após manutenção do local.

A UTI da Unidade recebeu higienização final na tarde de quinta-feira e uma operação de transferência foi realizada na tarde de sexta. Segundo o coordenador do Núcleo Interno de Regulação do hospital, Dr. Fabiano Cançado, a forma de ocupação foi realizada da maneira mais viável, considerando os cuidados especiais inerentes ao setor. “Fizemos um estudo técnico para saber qual seria a forma mais proveitosa de ocupação da Unidade sem prejuízo ao atendimento aos pacientes”, explicou.

O presidente da Santa Casa, Dr. Esacheu Nascimento, esteve em reunião no MPF no mesmo horário em busca de solução para a questão do custeio da Unidade de Traumatologia que até o momento não se resolveu. “Estivemos em reunião a convite do Procurador Federal, Dr. Pedro Gabriel, para discutir o custeio dos novos serviços que acontecem desde setembro sem remuneração pelo Poder Público”, disse.

O presidente lembrou que em visita ao hospital, três ministros e dois secretários de saúde de MS se comprometeram com o custeio que deveria começar no início de outubro e até hoje não ocorreu. “Está havendo um impasse por que o Estado quer vincular o repasse de sua responsabilidade à chegada do que vem do Ministério, todavia o Procurador deixou claro não ver razão para isto”, afirmou.

Ainda segundo o presidente, embora já esteja completando um ano do primeiro protocolo do plano operativo na Sesau e SES, que o fizeram também no Ministério da Saúde, agora o Ministério resolveu rever tudo e deve enviar uma equipe para isto esta semana. “Neste período estive algumas vezes no Ministério da Saúde em apoio à Prefeitura para a efetivação do aumento do teto de alta complexidade e a informação que davam era que faltava apenas a publicação da Portaria”, esclareceu.

A Unidade de Traumatologia já interna pacientes desde setembro em 51 dos 100 leitos de enfermaria e em seu Centro Cirúrgico foram realizadas 799 cirurgias nos meses de outubro, novembro e dezembro.

Deixe seu Comentário