Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 24 de Agosto de 2019

Internacional

Mercados agitados na Argentina após revés eleitoral de Macri

Expresso - Portugal
Foto: Divulgação / Assessoria mercadojfif.jpg

A moeda argentina (peso) e a bolsa de Buenos Aires negociavam esta segunda-feira em queda, um dia depois da derrota do presidente liberal Maurício Macri nas eleições primárias de domingo na Argentina, dificultando a sua reeleição.
Na abertura dos mercados na terceira economia da América Latina, a bolsa desceu mais de 10%, mas a queda era de 30% às 17h00 (hora de Lisboa). Na sexta-feira, o índice Merval subiu 8% num ambiente de otimismo em relação aos resultados eleitorais de domingo.
No mercado cambial, 53 pesos valiam um dólar, quando na sexta-feira a moeda norte-americana valia 46,55 pesos, uma desvalorização de 14% da divisa argentina.
"Uma rutura nas decisões políticas (pelo próximo Governo argentino) é o cenário mais provável", resumia hoje uma nota do banco JP Morgan para explicar a inquietação dos mercados.
O presidente Macri reuniu-se esta segunda-feira com o presidente do banco central, Guido Sandleris, e haverá um Conselho de Ministros à tarde (hora local) para seguir a evolução dos mercados.
"O presidente devia transmitir uma mensagem de tranquilidade. Os mercados estão agitados porque o Governo está numa situação em que não pode dar resposta" à crise económica, afirmou à Radio 10 o candidato de centro-esquerda Alberto Fernandez, vencedor das primárias de domingo.
LUSA
 

Deixe seu Comentário