Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 16 de Setembro de 2019

Educação

MEC homenageia professor que salvou alunos em Charqueadas, no RS

Ministério da Educação
Foto: Divulgação / Assessoria mecjpg.jpg

O ato de bravura do professor Juliano Montovani resultou em uma homenagem do Ministério da Educação (MEC). Responsável por interceder e salvar a vida de diversas pessoas em um ataque que deixou seis alunos e uma professora feridos em uma escola de Charqueadas (RS), o docente esteve no gabinete do ministro Abraham Weintraub nesta sexta-feira, 6 de setembro.
“As pessoas estão muito acostumadas com notícia ruim no Brasil e pensam que heróis de verdade não existem. Mas está aqui um herói de verdade, o Wolverine da Educação. Ele colocou a vida em risco para salvar os alunos e, dessa vez, o professor saiu vivo e ninguém machucado”, afirmou o ministro.
O professor recebeu uma placa do ministério pelo ato de bravura e heroísmo e uma bandeira do Brasil. “A homenagem é merecida, pois a história é comovente”, disse Weintraub.
Em agosto, um ex-aluno do Instituto Estadual Educacional Assis Chateaubriand invadiu a instituição e atacou as sete pessoas com uma machadinha. Profissional de Educação Física, Montovani conseguiu imobilizar o rapaz e cessou as agressões.
A escola alvo dos ataques tem aproximadamente 700 alunos e funciona nos períodos matutino, vespertino e noturno. Charqueadas fica a cerca de 60 quilômetros da capital do estado, Porto Alegre.
Juliano destacou que sentiu medo, mas que pensou somente em salvar as crianças. “Naquele momento não pensei em outra coisa a não ser salvar os alunos. A gente passa a linha de raciocínio e entende que só tem um caminho: ir. Eu decidi salvar as crianças”, afirmou.
O professor também entregou presentes para o ministro: uma camiseta da escola em que diz “Mais respeito e menos violência”. “É uma lembrança para representar as 35 mil pessoas de Charqueadas. Uma forma de dizer obrigado pela oportunidade de estarmos aqui hoje recebendo essa homenagem”, disse o professor.
Guilherme Pera e Dyelle Menezes, do Portal MEC

Deixe seu Comentário