Campo Grande/MS, 22 de Outubro de 2018

Manchete dos Jornais

Manchete dos Jornais : Sob pressão, STF debate prisão em segunda instância

Redação TerereNews
Foto: manchete-dos-jornais-de-hoje-tererenews manchete-dos-jornais-de-hoje-tererenews
manchete-dos-jornais-de-hoje-tererenews

20 de março de 2018

O Globo

Manchete : Intervenção não terá verba para quitar dívida e investir

Braga Netto pede R$ 3,1 bi a Temer, mas presidente libera só R$ 1 bi

Valor encaminhado por general ao governo inclui quitação de R$ 1,6 bilhão de dívidas de 2016 e 2017 e R$ 1,5 bilhão de gastos para este ano. Polícia e presídios continuam sem recursos para investimentos

A verba que o governo federal vai liberar para a intervenção no Rio, de R$ 1 bilhão, ficou muito aquém do pedido feito pelo interventor, general Walter Braga Netto, e não será suficiente sequer para pagar as dívidas da área de Segurança Pública do estado de 2016 e 2017, de R$ 1,6 bilhão. O general, que se reuniu ontem com deputados e vereadores, afirmou que precisaria de R$ 3,1 bilhões para começar um trabalho consistente de combate ao crime no Rio. Além de quitar restos a pagar de anos anteriores, Braga Netto pediu R$ 1,5 bilhão para gastos deste ano. As secretarias de Segurança (PM e Polícia Civil) e de Administração Penitenciária não têm recursos para novos investimentos. (PÁGINA 9)

Região Metropolitana registra 29 tiroteios, 8 mortos e 11 feridos em apenas um dia (PÁGINA 10)
Caso Marielle gera mutirão nas redes

Uma força-tarefa monitora as redes sociais para detectar informações falsas sobre a vereadora, a fim de acionar seus autores. Segundo um analista de opinião pública digital, nunca houve uma reação tão forte em defesa de alguém. (PÁGINA 7)
União lança pacote de concessões de R$ 10 bi

O governo ampliou a lista de concessões de infraestrutura, incluindo ativos menos polêmicos e mais atrativos para o mercado. O Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) agora inclui 24 lotes de linhas de transmissão de energia e mais sete terminais portuários. O investimento chega a R$ 10 bilhões. (PÁGINA 15)
Pressão no STF sobre 2ª instância

Próximo ao julgamento dos embargos no processo do ex-presidente Lula, ministros do STF querem debater de novo a execução de penas em segunda instância. Celso de Mello pediu reunião que deverá tratar do tema. Cármen Lúcia resiste. (PÁGINA 3)
Bispo é preso em Goiás por desvios

O bispo de Formosa (GO), dom José Ronaldo, quatro padres e um monsenhor foram presos, acusados de desviar mais de R$ 2 milhões de doações, dízimos e taxas de batismos e casamentos. Denúncias de fiéis apontavam roubos desde 2015. (PÁGINA 4)
Saúde importará remédio sem aval

A Justiça autorizou o governo a importar remédios para doenças raras que não têm o certificado da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. A Anvisa argumentou que não tem como avaliar a segurança dos produtos e vai recorrer contra a medida. (PÁGINA 21)

O Estado de S. Paulo

Manchete : Sob pressão, STF debate prisão em segunda instância

Julgamento interessa ao ex-presidente Lula e a outros políticos; Cármen Lúcia marca reunião para hoje

Pressionada a pautar a reanálise da possibilidade de prisão após condenação em segunda instância, a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, fará reunião hoje com os colegas da Corte para debater o tema. O pedido para o encontro teria partido do decano Celso de Mello. O julgamento definitivo de ações que discutem o tema interessa, em um primeiro momento, ao ex-presidente Lula, condenado a 12 anos e 1 mês de prisão no caso do triplex, mas também a diversos outros políticos. Ontem, o ministro Gilmar Mendes criticou o fato de o julgamento do habeas corpus apresentado pela defesa do petista não ter sido pautado na Corte. Sorteado relator de um recurso coletivo que pedia a libertação de todos os condenados em segunda instância no País, porém, ele negou o pedido. O entendimento atual do STF, definido por 6 votos a 5, é pela prisão após condenação em segundo grau, mas ministros indicaram que podem mudar o voto. (POLÍTICA / PÁG. A4)

Eliane Cantanhêde

Quanto mais o cerco se fecha em torno do ex-presidente Lula, mais as pressões e as divergências internas aumentam no Supremo. (PÁG. A5)
Caixa planeja reter lucro de R$ 10 bi para empréstimos

A Caixa quer usar o lucro do ano passado, que deve ser histórico e superar R$ 10 bilhões, para voltar a ter protagonismo no mercado de crédito. Por lei, o banco tem de transferir 25% do resultado para o Tesouro, que deve abrir mão do montante em prol da instituição. O presidente da Caixa, Gilberto Occhi, disse ontem que o banco terá R$ 82,1 bilhões para o setor imobiliário. Em 2017, foram R$ 80,9 bilhões. Os resultados do ano passado serão divulgados nos próximos dias. (ECONOMIA / PÁG. B1)
Segurança do Rio tem déficit de R$ 3,1 bi

O interventor na segurança do Rio, general Walter Braga Netto, disse ontem a deputados que a área tem déficit de R$ 3,1 bilhões. Desse total, R$ 600 milhões seriam necessários somente para quitar dívidas já existentes e R$ 1 bilhão para despesa com pessoal. O governo federal, no entanto, prevê liberar R$ 1 bilhão para as ações. (METRÓPOLE / PÁG. A15)
Com prejuízo, Correios bancam squash (COLUNA DO ESTADÃO / PÁG. A4)

Trump quer pena de morte para traficante

Para tentar conter a epidemia de mortes por overdose nos EUA, o presidente Donald Trump defendeu ontem a pena capital para narcotraficantes. País tem 64 mil dessas mortes por ano, a maioria por consumo de opioides. As penas hoje são de até 20 anos de cadeia para pequenos traficantes e prisão perpétua para casos graves. (INTERNACIONAL / PÁG. A12)
Ana Carla Abrão

Estabilidade no serviço público não pode mais significar proteção indiscriminada disfarçada de direito adquirido. (ECONOMIA / PÁG. B6)
Afonso Celso Pastore

Entre 1980 e 2016, a nossa renda per capita passou de pouco mais de 40% da dos EUA para perto de 25%. (ECONOMIA / PÁG. B12)
Notas&Informações

Sem casuísmos

O País precisa do STF ocupado com outros temas, muito mais prioritários. Que os ministros da Suprema Corte deixem a lei valer também para o sr. Lula da Silva. (PÁG. A3)

Segue a retomada

A economia avança mais velozmente que em 2017 e novos dados fortalecem previsão de crescer a 3% em 2018. (PÁG. A3)

Folha de S. Paulo

Manchete : Temer quer liberar até 40% do ensino médio a distância

Aprovada em 2017, reforma da etapa prevê regulamentação de aulas online; especialistas veem riscos de precarização

O governo Temer (MDB) quer permitir que até 40% da carga horária total do ensino médio regular seja realizada a distância. O percentual chegaria a 100% para alunos do EJA (programa de educação para jovens e adultos).

Aprovada em 2017, resolução que atualiza as Diretrizes Curriculares Nacionais do Ensino Médio prevê a regulamentação do ensino online.
Obtido pela Folha, o texto já teve uma primeira discussão no CNE (Conselho Nacional de Educação). Os defensores da proposta no órgão afirmam que ela visa permitir a experimentação de novos recursos na educação.

Especialistas, porém, temem a precarização do ensino médio nas redes públicas, que concentram 88% das matrículas da etapa.
No ensino superior, as restrições ao Fies (financiamento estudantil) e a explosão no número de faculdades de ensino a distância deflagraram uma guerra tarifária entre universidades privadas.

Há casos em que as mensalidades chegam a R$ 50. A oferta de cursos mais que dobrou em um ano e chegou a 2.774 em 2017, diz consultoria. (Cotidiano B1 e Mercado A15)
Doria não tem palavra e trai o eleitor ao deixar prefeitura de SP

Prestes a assumir o cargo de governador de São Paulo, o vice Márcio França (PSB) disse à Folha que quer tentar a reeleição e que seu possível adversário, o prefeito João Doria (PSDB), não tem palavra. Geraldo Alckmin deixará o cargo em abril para concorrer à Presidência.

Ex-aliados, os dois já haviam trocado farpas. Doria disse que não cabe a França julgar sua saída. (Poder A4 e A5)

Exército vai sair de favela laboratório para ação no Rio

O Exército decidiu desocupar a Vila Kennedy, na zona oeste do Rio. A comunidade havia sido escolhida como laboratório da intervenção na segurança do Rio, iniciada há um mês.

No período, não houve apreensão expressiva de drogas e nem prisão de chefes do tráfico. (Cotidiano B3)

Verde e Amarelo

Manifestantes usaram máquinas agrícolas para impedir a entrada da caravana do ex-presidente Lula em universidade de Bagé (RS); petista chamou opositores de fascistas no primeiro discurso do trajeto pelo sul (Poder A9)

Escândalo de dados faz Facebook perder US$ 3 7bi na Bolsa

As ações do Facebook caíram 6,8% em meio a escândalo sobre uso indevido de dados para favorecerTrump nos EUA. A empresa perdeu US$ 36,7 bilhões em valor de mercado. AlexStamos, responsável por assuntos de segurança, deixará o cargo. (Mercado A24)

Carro autônomo da Uber atropela e mata pedestre

Uma mulher morreu após ser atropelada por um carro autônomo da Uber no Arizona, nos Estados Unidos. Havia mn motorista no volante. É a primeira morte de um pedestre causada por veículo do tipo. A Uber disse que suspendeu os testes nos EUA e no Canadá. (Mercado A23)

Iniciada há 15 anos, Guerra do Iraque tem apoio reduzido

Deflagrada há 15 anos, em 20 de março de 2003, a Guerra do Iraque sofre rejeição cada vez maior da população americana. Hoje, 43% apoiam o uso de força militar no país, contra 71% no ano de início da invasão. (Mundo A13)

Trump quer pena de morte para grande traficante nos EUA (Mundo A12)

Vermelho

Em Moscou, manifestantes de extrema esquerda protestam após reeleição de Vladimir Putin; organização europeia afirmou que não houve escolha real no pleito (Mundo A14)

Editorial

“Feudo tucano”, sobre as pré-candidaturas de Geraldo Alckmin e João Doria, e “A conquista dos juros”, acerca de queda da taxa do Banco Central. (Opinião A2)

Radiobras / EBC.

Deixe seu Comentário