Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 22 de Maio de 2019

Manchete dos Jornais

Manchete dos Jornais deste sábado (14)

EBC\Radiobras
Foto: manchetedosjornais manchetedosjornais
manchetedosjornais

14 de julho de 2018

O Globo



Manchete : CPIs são uma nova ameaça a Crivella 

Vereadores querem apurar atos do prefeito na saúde

Ministério Público estadual investigará ficha distribuída a fiéis de uma igreja para agendar consulta



Vereadores conseguiram as assinaturas necessárias para encaminhar duas Comissões Parlamentares de Inquérito com o objetivo de investigar atos do prefeito Marcelo Crivella. A CPI do Sisreg visa a apurar fraudes no Sistema de Regulação, que controla a fila de atendimento nas unidades de saúde. 

Em outra frente a CPI da Márcia se propõe a averiguar reunião em que Crivella prometeu privilégios a grupo de pastores. Os dois pedidos serão apreciados pela Mesa Diretora. Ficha distribuída a fiéis de uma igreja evangélica para agendar consulta em posto municipal será investigada pelo Ministério Público estadual. (Pág. 9)

É preciso encorajar as meninas' 

Prêmio Nobel da Paz de 2014, a paquistanesa Malala Yousafzai, que se tornou símbolo da luta pelo direito das jovens de frequentar escolas após sofrer um atentado dos talibãs, se diz impressionada com sua popularidade no Brasil. 

Em visita ao Rio, ela esteve, ontem, em laboratório tecnológico da PUC. "Luto pela educação das garotas em todo o mundo, e no Brasil há 1,5 milhão de meninas fora da escola", disse ela ao GLOBO.(Pág. 24)

Divisão de verbas do fundo eleitoral gera divergências 

Na primeira eleição financiada exclusivamente com recursos públicos e de pessoas físicas, partidos como MDB e PSDB enfrentam conflitos internos para repartir cerca de R$ 1,7 bilhão disponível no fundo eleitoral. (Pág. 3)

Procurador indicia 12 russos na investigação sobre Trump 

O procurador especial Robert Mueller indiciou mais 12 russos — todos da Inteligência militar — na investigação sobre o suposto conluio na campanha do presidente Donald Trump à Casa Branca com a Rússia. (Pág. 22)



------------------------------------------------------------------------------------

O Estado de S. Paulo



Manchete : Construção civil encolhe 20% e volta ao nível de 2009

Queda da atividade do setor nos últimos 4 anos é um dos fatores que frustraram a retomada da economia do País

A construção civil, considerada um dos setores que dariam impulso à economia e à geração de empregos no País, encolheu 20,5% em quatro anos, fechou 1,2 milhão de postos de trabalho e se mantém nos mesmos níveis de 2009. O atual desempenho só não é pior do que o registrado entre 1981 e 1984, quando recuou 22,5%. No fim de 2017, o consumo de matéria-prima indicava que uma retomada da atividade poderia ocorrer neste ano, mas a expectativa não se confirmou. A aposta do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), da Fundação Getúlio Vargas, é de que o setor cresça 0,5% – a previsão inicial era uma alta de 2%. Dependente de investimentos de longo prazo – que, por sua vez, demandam confiança do empresariado e do consumidor –, o setor teve um excesso de investimentos antes da crise, o que resultou em imóveis encalhados, segundo especialistas. (ECONOMIA / PÁGS. B1 e B3)

Empresas estão pessimistas

Nenhum outro setor teve desempenho tão ruim nos últimos anos e, segundo o vice-presidente de Economia do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de SP, Eduardo Zaidan, empresas não veem sinais de melhora. (PÁG. B4)

Bolsonaro defende PMs que mataram sem-terra no Pará

Em Eldorado do Carajás (PA), onde 19 sem-terra foram mortos por PMs em 1996, Bolsonaro defendeu os autores do crime: “Quem tinha de estar preso era o pessoal do MST, gente canalha e vagabunda”. (POLÍTICA / PÁG. A9)

Projeto prevê pena para corrupção privada (POLÍTICA / PÁG. A4)



Covas muda plano de concessão do Ibirapuera

O prefeito Bruno Covas (PSDB) vai excluir área do governo do Estado do plano de concessão do Parque do Ibirapuera. A mudança foi anunciada após pressão do governador Márcio França (PSB). (METRÓPOLE / PÁG. A16)

Coluna do Estadão

Mensagens evidenciam crise na defesa de Lula

As divergências entre os advogados do ex-presidente Lula se acentuaram ontem após o filho de Sepúlveda Pertence, Eduardo, ter enviado mensagens para os advogados Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Martins em um grupo de WhatsApp: “Não precisamos de vocês para ter qualquer tipo de protagonismo! Meu pai é e sempre será maior que vocês”, escreveu. (POLÍTICA / PÁG. A4)

Adriana Fernandes

Negociações para retirada da proibição ao reajuste de servidores foram uma aula de Brasil, com parlamentares sob ameaça. (ECONOMIA / PÁG. B5)

Notas&Informações

Os perigos de um plantão

Carteirada do desembargador Rogério Favreto demonstrou como o mero exercício do plantão judiciário pode ser prejudicial à própria Justiça. (PÁG. A3)

A Justiça perdulária

Academia de ginástica no TJRJ é mais uma demonstração da desconsideração do Poder Judiciário com os contribuintes. (PÁG. A3)

------------------------------------------------------------------------------------

Folha de S. Paulo



Manchete : Ministério fraudou parecer para atender Marun, segundo PF

Investigação aponta que ministro solicitava facilidades para sindicatos de Mato Grosso do Sul em troca de apoio político

Relatório da Polícia Federal diz que integrantes do Ministério do Trabalho atropelavam exigências legais e fabricavam pareceres fraudulentos para atender a pedidos do ministro Carlos Marun( Secretaria de Governo).

De acordo com a investigação da PF,o ministro solicitava facilidades para sindicatos de Mato Grosso do Sul, possivelmente em troca de apoio político no estado, que é seu reduto eleitoral, informa Fábio Fabrini.

As demandas estão registradas em mensagens de maio. Marun disse que os casos citados são encaminhamentos rotineiros de demandas recebidas. "Não houve qualquer tipo de contra-partida", afirmou.(Poder A4)

Empresários temem ano perdido após caminhoneiros 

Como consequência da paralisação dos caminhoneiros, em maio, empresários temem que 2018 esteja perdido.Donos de restaurantes, atacadistas,varejistas e a indústria já reveem suas projeções para o ano. 

Argumentam que parte das perdas registradas depois da paralisação é irrecuperável. Para eles, os estragos causados sobre a confiança de empresários e consumidores deverão ser mais duradouros do que o previsto. (Mercado Pág.1)

Procuradoria-Geral defende Moro em processo de Lula 

A Procuradoria-Geral da República se posicionou contra o pedido da defesa do ex-presidente Lula para considerar o juiz Sérgio Moro suspeito e afastá-lo da ação sobre o sítio de Atibaia. 

Segundo o subprocurador-geral Nívio de Freitas Silva Filho,Moro foi imparcial no processo. (Poder A6)

Empresário Flávio Rocha desiste da corrida ao Planalto (Poder A8)



Pós-eleição, cenário de crise é inevitável 

Luís F. Carvalho Fº 

O sistema eleitoral,contaminado pelo ranço autoritário e pelo cinismo,aproxima-se do esgotamento. O cenário de crise é inevitável e a legitimidade do futuro governo corre risco, independentemente do resultado. (Cotidiano Pág.3)

Governo de SP faz prefeitura mudar concessão de parque 

O governador Márcio França (PSB) pediu ao prefeito Bruno Covas (PSDB) que suspenda concessão à iniciativa privada do parque Ibirapuera, que inclui terrenos do estado. Covas então anunciou retirada da área estadual e redução de parques na periferia dos quais a empresa vencedora cuidará. (Cotidiano B1)

Indústria pressiona e propõe novo alerta para sal, açúcar e gordura em rótulos (Saúde B7)



Editorial

Modelo de risco

Acerca de proposta do governo para o saneamento.

Crivella na berlinda 

Sobre votação de impeachment do prefeito do Rio. (Opinião A2)

 

Deixe seu Comentário