Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 24 de Agosto de 2019

Internacional

Mãe do atirador em El Paso avisou polícia uma semana antes do atentado

Observador
Foto: Divulgação / Assessoria atiradorjpg.jpg


A mãe de Patrick Crusius, suspeito de ser o autor do tiroteio que matou 22 pessoas em El Paso, no Texas, ligou para a polícia de Allen semanas antes do ocorrido por estar preocupada com o facto de o filho ter em sua posse uma arma automática. O advogado da família revelou que a ligação foi meramente “informativa” e que não era uma denúncia, avançou nesta quinta-feira a CNN.
O agente da autoridade que respondeu à mãe de Crusius, de 21 anos, que, à luz da lei,  o jovem podia ter este tipo de armamento e não procurou obter mais informações. A mãe não chegou a dizer às autoridades como se chamava e qual era o nome do filho. Disse apenas que estava preocupada com o “nível de maturidade e falta de experiência” de Crusius, dizem os advogados Chris e Jack Ayres ao canal televisivo norte-americano.
A polícia de Allen determinou que os relatórios sobre o caso viessem a público, mas em nenhum se vê referâncias a este telefonema. Foram registados somente três pequenos casos no sistema judicial norte-americano em nome de Patrick Crusius. Um dos casos refere-se a um falso alarme de assalto à casa da família, o outro refere-se a um acidente num autocarro onde o jovem estava e o terceiro a uma fuga de casa, “à qual voltou 30 minutos depois”, acrescentou o representante daquela esquadra.
“Ele não era um jovem volátil, explosivo ou com mau-feitio'”, disse um dos advogados do caso, “não é como se um alarme tivesse disparado”, completou.
Segundo a polícia, Patrick Crusius é o autor do tiroteio que aconteceu a 3 de agosto numa loja da cadeia Walmart, em El Paso, no Texas, causando a morte de 22 pessoas e ferindo pelo menos mais 20.
 

Deixe seu Comentário