Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 23 de Setembro de 2019

Notícias da justiça e do direito

Julgamento de integrante do PCC acontece essa semana na Capital - confira pauta

Foto: Tereré News Estatua da Justiça no Fórum Heitor Medeiros da Comarca de Campo Grande - MS

As varas do Tribunal do Júri de Campo Grande realizará quatro sessões de julgamento entre os dias 21 e 24 de maio. Entre os processos, está em pauta a Ação Penal nº 0007981-09.2019.8.12.0001. O caso trata de três integrantes do PCC que respondem pelo homicídio de Fernando do Nascimento dos Santos. No entanto, apenas um réu será submetido a julgamento, pois os demais recorreram. O julgamento será na quinta-feira (23), no plenário do júri, a partir das 8 horas, no Fórum Heitor Medeiros. O acusado D.R. da S.F. responderá diante do conselho de sentença por homicídio qualificado.

De acordo com o processo, os acusados D.R. da S.F., U. de O.R. e W.F. de S. mataram Fernando do Nascimento dos Santos, de 22 anos, no dia 16 de agosto de 2017. O crime teria acontecido na casa do denunciado D.R. da S.F., traficante de drogas. Conforme os autos, a vítima foi até a residência do réu adquirir entorpecentes, momento em que foi indagado se pertencia a alguma facção criminosa, respondendo que fazia parte do Comando Vermelho (CV).

Consta da denúncia que no interior do imóvel iniciou-se uma discussão sobre as facções rivais. Em seguida, a vítima teria sido encarcerada no local e amarrada a uma cadeira e, em diversos momentos, obrigada a pedir desculpas aos membros do PCC. Ainda na madrugada do ocorrido, Fernando teria sido levado ao banheiro da casa e novamente amarrado a uma cadeira para que fosse morto.

Segundo a acusação, o réu D.R. da S.F. determinou que W.F. de S. filmasse a ação e que U. de O.R. matasse a vítima, entregando-lhe uma arma branca. U. de O.R. iniciou o corte do pescoço da vítima e, em seguida, D.R. da S.F. tomou para si a faca e continuou cortando o pescoço da vítima, batendo com o instrumento a fim de quebrar o osso e decapitar Fernando. Além disso, ambos teriam cortado as pernas da vítima e retirado seu coração.

Os acusados teriam também planejado ocultar o cadáver, uma vez que enrolaram as partes da vítima em uma coberta e, de prévio acordo, resolveram que o denunciado D.R. da S.F., na companhia de um terceiro indivíduo não identificado, levassem a vítima dentro de um veículo até um local ermo na Rua Engenheiro Paulo Frontim, no Bairro Los Angeles, em Campo Grande.

Diante dos fatos, o juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida pronunciou os réus D.R. da S.F. e U. de O.R. nos artigos 121 (homicídio qualificado, motivo torpe e meio cruel), artigo 148 (cárcere privado), artigo 211 (ocultação de cadáver) e artigo 288 (associação criminosa), combinado com o artigo 29, todos do Código Penal. Já o réu W.F. de S. foi pronunciado em todos os crimes descrito, com exceção do artigo 211 (ocultação de cadáver).

Confira a pauta de julgamento desta semana:

1ª Vara do Tribunal do Júri:

21 de maio (terça-feira) – processo nº 0002430-87.2015.8.12.0001

23 de maio (quinta-feira) – processo nº 0007981-09.2019.8.12.0001

2ª Vara do Tribunal do Júri:

22 de maio (quarta-feira) – processo nº 0039912-35.2016.8.12.0001

24 de maio (sexta-feira) - processo nº 0047016-44.2017.8.12.0001

Deixe seu Comentário