Campo Grande - Mato Grosso do Sul, 22 de Maio de 2019

Turismo e gastronomia

Já ouviu falar em turismo responsável? Veja o que é e boa viagem

Notícias ao Minuto
Foto: © Shutterstock Férias de uma forma sustentável
Férias de uma forma sustentável

Viajar e conhecer novos destinos é um dos principais objetivos de muitas pessoas, que procuram também se afastar das suas movimentadas e ocupadas rotinas.

De acordo com o Banco Mundial, estima-se que 1,2 bilhões de pessoas viajem todos os anos, o que equivale a cerca de 15 por cento da população mundial. Infelizmente muitas pessoas não viajam de forma sustentável, levando para os respectivos destinos alguns hábitos menos ecológicos.

No entanto, existem pequenos e simples passos que podem fazer a diferença na suas próximas férias.

Saiba mais sobre o turismo responsável.

O que é viajar de forma ética? - Quer o denomine por viajar de forma consciente ou viajar de forma verde, a premissa básica é conseguir viajar de forma responsável em todos os aspectos do turismo. Muitas pessoas pensam que é preciso estar bem financeiramente para viajar de forma ética. Mas a opção pode ser muito mais barata do que você imagina.

Tudo começa com a escolha do destino - Existem diversos destinos de ecoturismo que deixam uma reduzida pegada ambiental. Na verdade, o mais simples é não optar por determinados destinos.

Evitar determinados destinos - Se fizer uma pesquisa, você vai ver que a Festa da Lua Cheia, na Tailândia, é na verdade uma grande fonte de poluição para o oceano. Talvez o melhor seja optar por outro destino.

Saiba mais sobre a cultura local - Se optar por viajar respeitando o meio ambiente e a cultura local, então é provável que também seja tratado dessa forma. Ficará surpreendido com o poder que têm umas simples palavras ditas no idioma do seu local de destino.

Espere e compreenda os choques culturais - Gritar ao ver alguém a ingerir insetos fritos ou desvalorizar os restritos códigos de vestimenta pode parecer algo sem valor na sua cultura, no entanto isso poderá ser levado como um insulto no destino que está visitando. Tenha uma mente aberta e procure entender determinadas opções antes de julgar.

Respeite a história e a cultura do seu destino - É importante que você tenha as suas próprias crenças, mas quando visita locais religiosos, por exemplo, deve demonstrar respeito usando roupas que melhor se adequem ao local.

Não tente negociar demais - Uma vez que negociar com comerciantes locais é comum em muitos locais do mundo, diversos turistas se vangloriam por terem conseguido comprar determinados objetos por um valor mais baixo. Não se esqueça que isto é o sustento destes vendedores locais, que muitas vezes procuram vender estes objetos a um preço justo.

Tenha cuidado com aquilo que compra - Evite comprar produtos que são feitos a partir de espécies ameaçadas ou artefatos antigos. Faça um esforço para adquirir produtos que venham de um comércio justo.

Deve participar em experiências espirituais? - Coisas como tendas cheias de suor ou cerimônias ayahuasca têm vindo a se tornar uma atração turística comum. Caso você seja convidado, então aceite o convite, no entanto deve ter algumas coisas em consideração. Pense se realmente deseja participar. Caso a sua consciência esteja tranquila, assegure-se de que conhece os costumes, as tradições e o significado que existem por de trás da experiência.

Quando deve tirar fotografias - Viajar é um dos melhores momentos para levar a máquina fotográfica. Porém, algumas vezes se deve pensar bem antes de tirar uma foto. Fale antes com as pessoas e procure respeitar os lugares onde fazer fotos é proibido. 

Quando deve tirar fotografias - Algumas pessoas que moram em determinados locais onde não existe água potável, comida, eletricidade, escolas e tecnologia, não sabem onde vão parar as fotografias em que aparecem. Fotografar de uma forma ética significa que deve ter em consideração as pessoas que aparecem na imagem.

Evite o turismo animal - Principalmente na Ásia, África e em qualquer lugar que esteja próximo de um oceano, o turismo animal é forte. Mas, caso queira ver esses animais, você deve procurar pelos santuários. Não faça passeios em cima de elefantes ou visite tigres que foram drogados. Procure por empresas que têm soluções éticas e que têm um melhor impacto na vida selvagem.

Seja responsável pelo seu comportamento - É bom beber e se divertir durante as férias, mas pense em você como um representante do seu país. Você pode ajudar a diminuir alguns estereótipos ou simplesmente aumentá-los.

Veja sempre a viagem como uma experiência de aprendizagem - Só porque têm mais dinheiro, muitos turistas desenvolvem uma espécie de complexo de superioridade em relação aos residentes de certos locais do mundo. No entanto, não se esqueça de que é você quem tem mais a aprender num novo destino. Quando está aberto a isso, vai naturalmente dar e receber muita bondade.

Fique/viaje com locais - Existem muitos apps que poderão ajudá-lo a se conectar com os locais. Esta experiência pode ser mais barata e te dar um contato mais íntimo e autêntico com a cidade.

O Airbnb também é bom - Será uma experiência mais barata e pessoal do que um hotel, e você pode procurar por um quarto na casa de alguém, reduzindo assim o seu impacto ambiental e se beneficiando de uma experiência mais pessoal.

Considere trabalhar no destino - Existem muitos sites (como o Workway) que podem ajudá-lo a trabalhar no destino, em troca de uma viagem e estadia grátis. Poderá ter uma experiência completamente diferente e aprendendo -ou melhorando- algumas habilidades e capacidades.

Cuidar ou trocar de casa - Elimine a necessidade de hospedagem extra ao trocar de casa ou ao ficar hospedado na residência de outra pessoa. Esta opção é uma das formas mais difíceis de participar numa economia partilhada, no entanto é extremamente recompensadora. O Trusted House Sitters ou o Home Exchange são bons lugares para começar.

E se não quiser ficar hospedado na casa de outra pessoa? - Existem diversas opções ecológicas para acomodações éticas, como eco-resorts, pousadas e hóteis.

Acomodações ecológicas - Em muitos casos as acomodações ecológicas também apoiam o negócio local e a comunidade. No entanto, faça uma pesquisa antes, já que muitos lugares têm diferentes definições para o termo 'eco'.

O transporte é a chave - Uma grande parte da sua pegada é originada pelo transporte. É claro que em alguns casos não há como evitar pegar um avião para um destino mais longe, mas não se esqueça de pensar nas suas emissões de carbono.

Compre comida, roupas e outros bens dos locais - Ao investir em bens de baixo impacto ambiental, você não irá somente ajudar a suportar os custos do seu próprio transporte, como estará ajudando a economia do local que visita.

Para viagens curtas - O transporte compartilhado é uma melhor opção para o ambiente, sendo mais barato em muitas das vezes. Opte por trens e ônibus sempre que for possível. 

Transporte partilhado - Caso tenha mesmo que viajar de carro, procure opções de partilha. 

Evite embarcar em cruzeiros - É verdade que nem todos os cruzeiros são iguais, no entanto a indústria de cruzeiros tem uma longa história de fracos direitos para os trabalhadores, de grande impacto ambiental e de poucos benefícios dados aos locais de destino. Na verdade, muito do dinheiro envolvido é destinado à empresa do cruzeiro e não às economias locais.

Participe em passeios éticos - Opte por passeios que são liderados por locais, sendo focados em artesanato local, produtos vinícolas ou gastronômicos. Você pode também desfrutar de atividades ecológicas ao ar livre, que são benéficas para o ambiente e para a sua saúde.

Leve uma garrafa de água reutilizável - Leve uma garrafa de água reutilizável, sabões ecológicos e protetores solares, além de uma sacola reutilizável para fazer as compras. Dá para poupar dinheiro e também proteger o ambiente.

Use os recursos disponíveis para ajudar - O Ethical Travel Guide oferece grandes ideias para umas autênticas férias livres do sentimento de culpa, ao listar diversas considerações e recomendações de viagens éticas, de acordo com cada país de destino.

Já está no caminho certo - Conscientizar-se é o primeiro passo para um turismo responsável. Agora que já deu esse passo, que tal começar a planear a próxima viagem?

Deixe seu Comentário